Rolling Stone Music & Run chega a Brasília com show do Biquini Cavadão e corrida para 4 mil atletas

Evento que aconteceu no Parque da Cidade também contou com apresentação do Warriors
  • Imprimir
por Redação
16 de Nov. de 2014 às 04:08

A corrida noturna de rua Rolling Stone Music & Run teve sua primeira edição realizada em Brasília neste sábado, 15 de novembro, reunindo cerca de 4 mil atletas, que fizeram percursos de 5km ou 10km e assistiram aos shows exclusivos de Warriors e Biquini Cavadão. O evento já teve duas edições bem-sucedidas em São Paulo, em 2013 (veja mais aqui) e no último dia 1º – mais detalhes aqui.

Saiba como foram os shows do Biquini Cavadão e do Warriors.

Além de proporcionar diversão a um público de uma cidade diferente, a Rolling Stone Music & Run de Brasília ganhou com o bonito ambiente do Parque da Cidade, permeado por árvores e praças abertas e agradáveis. O cenário era perfeito para os atletas que decidiram se aventurar na corrida mais rock and roll do Brasil.

Playlist para correr: Bruno Gouveia (Biquini Cavadão).

Quando o público ainda se aglutinava ao redor da Arena Rolling Stone – montada no Parque da Cidade – o Warriors, primeira atração da noite, já dava as caras com um repertório que traz o melhor do classic rock. Dos tradicionais Beatles e Rolling Stones até as indispensáveis brasileiras “Aluga-se” (Raul Seixas) e “Polícia” (Titãs), a banda recebeu com animação os atletas que começavam a se preparar para a corrida.

Logo após o show do Warriors, o professor Arnaldo Aguiar comandou o aquecimento para a corrida. Ele explica a importância dos exercícios antes da prova. “É uma prevenção para o organismo”, conta. “Se você faz um aquecimento prévio, consegue largar em um nível mais alto”. Os exercícios se deram a partir dos braços e ombros, passando pela cintura e chegando ao fim com os joelhos, pernas e pés.

Playlist para correr: Tico Santa Cruz (Detonautas).

Após a devida preparação, os atletas se reuniram para a largada. Além da vontade de vencer, um dos combustíveis dos competidores foi a música reproduzida pelos alto-falantes espalhados pelo trajeto – como a da largada, “Enter Sandman”, do Metallica.

“A música influência muito”, afirma Aldo Cesar, vencedor da prova masculina de 10km, pouco mais de 36 minutos após a largada. “Principalmente o rock, porque ele faz o estímulo da gente crescer mais. Você vem de longe escutando e vai dando aquela adrenalina”. O pódio da prova masculina mais longa ainda foi completado por Daniel Marcondes (37min26s) e Rogério Paulo (37min48s).

Além de Cesar, o outro vencedor das provas masculinas foi João Carlos Torres, que chegou na frente no percurso de 5km. “Há um ano, eu pesava 103kg. Busquei no esporte uma forma de me reabilitar, de mudar de vida”, afirma Torres, atualmente com 72kg.

Playlist para correr: Titi Müller.

Nas provas femininas, as vencedoras foram Elizabeth Carvalho, na prova de 5km, e Vanessa Tavares, no trajeto mais longo, de 10km. Logo atrás desta, em segundo lugar, esteve Valquiria Santos, que concluiu a prova pouco mais de 48 minutos depois do início. Fechando o pódio, Luzia da Rocha ficou com a terceira posição, após cruzar a linha de chegada somente 20 segundos depois de Valquiria.

“Adorei essa prova, foi muito bem organizada, tudo ocorreu muito bem”, comenta a campeã Vanessa, logo depois de comemorar o feito obtido ao passar pela linha de chegada, com um tempo de 47min15s. “Também acho que a música dá mais gás”, conclui ela, revelando que logo iria assistir ao show do Biquini Cavadão na Arena Rolling Stone.

Vanessa foi apenas mais uma que saiu direto do percurso da corrida para o palco do evento, dando sequência ao objetivo da Rolling Stone Music & Run: unir música e esporte. O clima fresco, entretanto, logo foi se transformado, com uma chuva constante que pegou de surpresa os atletas à espera da apresentação principal da noite.

Playlist para correr: Paulo Ricardo (RPM).

O que poderia ser um contratempo foi driblado com categoria pelo Biquini Cavadão. Comandado pelo vocalista Bruno Gouveia, o grupo não hesitou em tocar hits dos 30 anos de carreira, a começar por “Tédio” – primeira música da banda a fazer sucesso –, “Janaína” e “Impossível”, na primeira parte do setlist.

Enquanto os mais aventureiros encaravam a chuva em frente ao palco, demonstrando fidelidade à banda carioca, o resto do público preferiu ficar nas áreas cobertas dedicadas aos patrocinadores do evento. Tal fato não impediu, entretanto, a participação da plateia mais distante do palco, que pulava como se não houvesse acabado de correr uma prova de 5km ou 10km.

A apresentação do Biquini Cavadão ainda ganhou contornos de épica quando Gouveia desceu do palco e cantou junto ao público – logo em seguida, ele se jogou nos braços da plateia, só voltando após o final de “Zé Ninguém”. A performance de “Chove Chuva” ganhou coreografia com um guarda-chuva e danças desengonçadas de frevo, e “Vento Ventania” e “Dani”, como de costume, evocaram os gritos dos presentes.

Lembre como foi a primeira edição do Rolling Stone Music & Run:

Recomendadas