Annette: 4 motivos para assistir musical com Adam Driver e Marion Cotillard [LISTA]

Annette rendeu prêmio de Melhor Diretor para Leos Carax no Festival de Cannes e tem trilha sonora dos Sparks

Dimitrius Vlahos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 13/02/2022, às 17h00

None
Adam Driver e Marion Cotillard em Annette (Foto: Reprodução / Mozinet)

O musical Annette (2021) evoca risadas em meio à tragédia. Carregado de metalinguagem em canções e atuações, o filme chamou atenção de público e crítica - abriu o Festival de Cannes de 2021, onde Leos Carax recebeu o prêmio de Melhor Diretor. Além disso, a produção foi exibida na Mostra Internacional de Cinema de São Paulo entre outubro e novembro do ano passado. 

Marion Cotillard e Adam Driver interpretam o casal de protagonistas Ann e Henry McHenry - jovens e promissores talentos na ópera e comédia respectivamente. A trajetória quase perfeita dos dois muda drasticamente após acusações ao comediante e o nascimento da filha, Annette.

+++ LEIA MAIS: Adam Driver: os 6 melhores filmes do ator; Star Wars, Infiltrado na Klan e mais [LISTA]

Pensando nisso, a Rolling Stone Brasil listou quatro razões para assistir Annette, musical de Leos Carax:


Fantoches

O trabalho com fantoches no filme surpreende positivamente. Quando Annette é apresentada ao público, há sensação de estranheza por não haver uma atriz explicitamente em cena. No entanto, os movimentos da personagem trazem naturalidade e acrescentam outros significado ao filme.

+++ LEIA MAIS: Tudo o que sabemos sobre musical com Adam Driver, Annette: trailer, sinopse e mais [LISTA]

Um dos exemplos está na mudança de Annette no decorrer da produção - eventualmente, passando a ser interpretada pela atriz Devyn McDowell - metáfora sobre comportamento dos pais.

Atuações 

Adam Driver e Marion Cotillard entregaram exatamente o esperado de atores com currículo extenso e premiado como o deles. Com camadas de metalinguagem, Cotillard interpreta uma atriz de musicais, enquanto Driver vive um comediante.

+++ LEIA MAIS: Zack Snyder conversou com Adam Driver sobre papel nos filmes da DC

As nuances da relação - antes alegre, jovem e despreocupada - ganham contornos dramáticos bem executados por ambos, como nas performances musicais - com destaque para a cena no barco durante tempestade.

Música dos Sparks

O enredo de Annette surgiu como um disco antes de virar filme. A dupla Sparks dos irmãos Ron e Russell Mael, planejava projeto ambicioso - similar às faixas de The Seduction of Ingmar Bergman (2000), disco pensado no formato de ópera e musicais, conforme revelaram à Variety.

+++ LEIA MAIS: House of Gucci: Lady Gaga e Adam Driver improvisaram cena de sexo no filme; entenda
Após contarem a história ao diretor Leos Carax, receberam a sugestão de transformar Annette em longa-metragem e embarcaram na jornada. Os Sparks aparecem na primeira canção do filme, “So May We Star,” quando cantam no estúdio e são responsáveis pela trilha sonora.

Humor

Apesar de tensão no enredo, com temas graves em discussão - como violência doméstica - Annette traz risos com personagens caricatos, como o protagonista Henry McHenry. O show bizarro do comediante, sempre vestido com um roupão e segurando um microfone com cabo longo, é um dos termômetros do tom do filme, pois provocava humor, mas passa para a tensão conforme o enredo avança.