Clint Eastwood: icônico diretor de 91 anos nega desejo de se aposentar; entenda

Prestes a lançar o próximo projeto, Clint Eastwood descartou desejo de aposentadoria - e explicou os motivos

Vitória Campos (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 10/09/2021, às 19h09 - Atualizado em 17/09/2021, às 16h53

None
Clint Eastwood (Foto: Amy Sussman/ Getty Images for AFI)

Clássico ator de Três Homens em Conflito (1996), Clint Eastwood completou 91 anos - mas a idade não importa, pois o cineasta não tem pretensões de se aposentar: "Não tenho outra coisa para fazer.”

Prestes a lançar o próximo projeto nos cinemas, Cry Macho: O Caminho para Redenção (2021), Eastwood nem cogita a ideia de se aposentar como diretor e ator - e explicou os motivos em entrevista à Parade

+++ LEIA MAIS: Os 6 melhores filmes de Clint Eastwood: de Os Imperdoáveis a O Estranho sem Nome [LISTA]

"Estou sempre pensando no próximo filme que quero fazer. Ainda amo pegar a ideia de alguém, um livro ou uma peça, e desenvolvê-la da minha maneira. Talvez algumas outras pessoas gostem de fazer um par de filmes e depois se aposentar, e isso é ótimo. Talvez elas tenham alguma outra coisa para fazer. Eu não tenho. Amo filmes, e amo fazê-los,” contou Eastwood

Além de revelar ter sempre novos desafios na carreira, o cineasta afirmou estar bem de saúde aos 91 anos. “Me lembro do ano em que meu avô completou 90 anos, e ele ainda era um homem vigoroso naquela idade. E minha mãe viveu até os 97,” finalizou. 

+++ LEIA MAIS: Tarantino revela a cena favorita da história do cinema - e o filme é um clássico do faroeste de 1966

Tudo sobre Cry Macho: O Caminho para Redenção (2021)

Baseado no romance homônimo de 1975 de N. Richard Nash, Cry Macho: O Caminho para Redenção (2021) é protagonizado e dirigido por Clint Eastwood e tem estreia prevista para 17 de setembro de 2021 nos cinemas. 

O filme retrata um antigo astro do rodeio que, por precisar de um trabalho, aceita levar o filho de um ex-patrão em uma jornada do México aos Estados Unidos. Durante o trajeto, criam elos surpreendentes. 

+++ LEIA MAIS: Morre Ennio Morricone, gênio das trilhas sonoras de faroeste, aos 91 anos

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Cry Macho Film (@crymacho)


Filme recusado

Cry Macho: O Caminho para Redenção quase foi lançado na década de 1980, mas o próprio Clint Eastwood recusou participar do filme quando foi abordado pelo produtor Albert S. Ruddy. Na época, ele preferiu atuar em Dirty Harry na Lista Negra (1988).

A revelação veio através do próprio ator em entrevista à revista People. Ele explicou que se achava jovem demais quando foi lhe oferecido o papel; ele estava na casa dos 50 anos, e hoje, com 91, se sentiu pronto para aceitar. 

Nesse meio tempo, nomes como Arnold Schwarzenegger e Pierce Brosnan foram cotados para o filme, que quase chegou a acontecer, mas por motivos de falta de investimento o projeto não saiu do papel. De acordo com a People, somente em 2020 que Clint Eastwood aceitou assumir o protagonismo e a direção de Cry Macho: O Caminho para Redenção.