Doutor Estranho: Diretor responde críticas de Denis Villeneuve sobre filmes da Marvel

Scott Derrickson se pronunciou sobre críticas de Denis Villeneuve sobre filmes da Marvel serem "copia e cola"

Redação Publicado em 17/09/2021, às 21h12

None
Doutor Estranho (Foto: Divulgação/Marvel)

Scott Derrickson, roteirista e diretor de Doutor Estranho (2016), respondeu às críticas de Denis Villeneuve, quem disse que produções da Marvel são "copia e cola" de outros filmes e nos transformaram em zumbis. Em publicação no Twitter, cineasta manifestou a opinião sobre o assunto. (via Omelete)

"Hora de retuitar isso: 'Enquanto diretor, não critico o trabalho de outros, mesmo quando não gosto de algo que eles fizeram. Este trabalho é difícil o suficiente para todos nós, e ninguém jamais se propõe a fazer um filme ruim,'" escreveu.

+++ LEIA MAIS: Marvel: Quem é o poderoso Mephisto e por que fãs querem ele no MCU

Em outro tweet, completou: "Qualquer pessoa que critica os filmes da Marvel como todos iguais ou a) não os viu e, portanto, não deve presumir serem todos iguais, ou b) viu todos porque, ei, eles realmente gostam de assistir aos filmes da Marvel."

Denis Villeneuve critica a Marvel

Após Martin Scorsese criticar o Universo Marvel, Villeneuve também se expressou a opinião sobre filmes de heróis. "Talvez, problema seja estarmos diante de muitos filmes da Marvel que são nada mais do que um 'copia e cola' de outros. Talvez esses tipos de filmes tenham nos transformado um pouco em zumbis…," disse o diretor de Duna (2021) em entrevista ao El Mundo.

+++ LEIA MAIS: Ryan Reynolds 'lista' próximos filmes do MCU; confira palpites do ator

O cineasta também disse: "Basta pensar na época de ouro de Hollywood para ver como filmes comerciais podem fazer uma proposta artística diferente e, portanto, política [...] Quem disse que um filme com um grande orçamento não pode ser artisticamente relevante ao mesmo tempo?"

Apesar disso, Villeneuve confessou que "existem muitos filmes grandes e caros de muito valor hoje" e citou Christopher Nolane e Alfonso Cuarón como exemplo. "Não me sinto nem um pouco capaz de ser pessimista." Também elogiou Chloé Zhao, diretora de Eternos (2021), admitindo estar feliz pela Marvel ter a contratado porque ela é "esteticamente o oposto radical deles."

+++ LEIA MAIS: Marvel demite ilustrador brasileiro Joe Bennett após obras pró-Bolsonaro; entenda