Gal Gadot se manifesta após Joss Whedon negar ameaças no set de Liga da Justiça; confira

Intérprete de Mulher-Maravilha, Gal Gadot comentou a recente declaração do diretor Joss Whedon sobre as polêmicas de Liga da Justiça

Redação Publicado em 18/01/2022, às 10h13

None
Gal Gadot (Foto: Dia Dipasupil/Getty Images)

Gal Gadot se manifestou novamente sobre as polêmicas nos bastidores de Liga da Justiça (2017) após o diretor Joss Whedon negar as acusações da atriz e de outros integrantes do elenco. (Via We Got This Covered)

De acordo com o The Hollywood Reporter, Gadot tinha diversos conflitos com Whedon e o diretor chegou a ameaçar a performance dela no longa-metragem da DC. A intérprete de Mulher-Maravilha criticou o comportamento do diretor publicamente.

+++ LEIA MAIS: Gal Gadot quase foi ‘Bond girl’ na franquia 007; entenda

Em entrevista recente ao New York Magazine, Whedon afirmou: “Não ameaço as pessoas. Quem faz isso? Inglês não é a primeira língua dela, e costumo ser um pouco exagerado no jeito de conversar.”

Em resposta, Gadot afirmou para Vulture: “Entendi perfeitamente. Eu nunca trabalharei com ele e nunca sugeriria que nenhum de meus colegas trabalhasse com ele no futuro.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Gal Gadot (@gal_gadot)

 

+++ LEIA MAIS: 4 curiosidades sobre Gal Gadot: de modelo a carreira militar [LISTA]

Liga da Justiça

Liga da Justiça foi cercado por polêmicas. Em maio de 2017, Zack Synder afastou-se da direção após o suicídio da filha dele, Autumn. O cargo foi assumido por Joss Whedon, quem propôs diversas mudanças (e refilmagens) criticadas. Com a repercussão negativa, os fãs fizeram campanhas pelo lançamento da versão de Snyder, lançada em 2021.