Jamie Lee Curtis sobre preconceito de idade em Hollywood: 'Você não consegue alguns empregos'

Estrela de Halloween, Jamie Lee Curtis explicou que a idade, às vezes, funciona como um obstáculo para conseguir trabalhos

Redação Publicado em 18/10/2021, às 16h33

None
Jamie Lee Curtis em Halloween (2018) (Foto: Divulgação)

Jamie Lee Curtis, atriz e ativista norte-americana, comentou sobre o preconceito de idade em Hollywood. A estrela, com 62 anos, protagoniza o filme Halloween Kills: O Terror Continua — e explica que a idade pode ser um impedimento para conseguir alguns trabalhos na indústria cinematográfica.

Em entrevista à NME sobre a franquia Halloween, a atriz Jamie Lee Curtis explicou que Hollywood é uma indústria “anti-idade”, e criticou o preconceito presente no ambiente audiovisual de filmes e séries:

+++LEIA MAIS: Halloween: Final da trilogia ‘deixará as pessoas com raiva’, diz Jamie Lee Curtis

Não há dúvida; há alguns empregos que você perderá ou alguns que não conseguirá por causa da sua idade

A atriz, contudo, também explicou que ser uma mulher de idade, em algumas situações, pode ser um aspecto positivo: “Há lugares agora em que a responsabilidade de ser mulher da sua idade é uma vantagem.”

 
 
 
 
 
View this post on Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Jamie Lee Curtis (@curtisleejamie)

 

Jamie Lee Curtis também evidenciou que o principal ponto a se considerar é a “criatividade”, independente da idade do profissional: “Sempre é a criatividade. A música escrita; o script que está escrito; a ideia de um programa de TV, novo, único e seu, que eles não podem tirar de você.”

+++LEIA MAIS: Halloween Kills: Jamie Lee Curtis vai à pré-estreia vestida como Marion, de Psicose

A criatividade sempre vencerá. Se você criar algo que eles querem, não importa quantos anos você tem

Jamie Lee Curtis: a mulher em Hollywood

Além de comentar sobre o preconceito de idade em Hollywood, Jamie Lee Curtis comentou sobre a oportunidade para as profissionais da indústria. Conforme a atriz, atualmente há mais opções de emprego para as mulheres devido às grandes (e necessárias) mobilizações realizadas anteriormente.

“Acho que há muito mais oportunidades para as mulheres por causa do movimento #MeToo e por causa das grandes mudanças que ocorreram na diversidade e na paridade de gênero em algumas empresas,” afirmou.

+++LEIA MAIS: Halloween: Jamie Lee Curtis não assiste filmes de terror; entenda