Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Akon volta atrás e desiste de defender Kanye West; entenda

Em entrevista, Akon explicou como defendeu liberdade de expressão, não ideias antissemitas de Kanye West

Redação Publicado em 09/12/2022, às 08h55

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Akon (Foto: Shane Anthony Sinclair/Getty Images) e Kanye West (Foto: Brad Barket / Getty Images)
Akon (Foto: Shane Anthony Sinclair/Getty Images) e Kanye West (Foto: Brad Barket / Getty Images)

Após diversas falas antissemitas de Kanye West, ele perdeu contrato com Adidas, deixou de ser bilionário e até foi dispensado por advogados. Com a polêmica, Akon chegou a defender o rapper, mas voltou atrás e explicou como encorajava a liberdade de expressão, ao invés das opiniões reais e controversas.

Diversos artistas, políticos e celebridades condenaram publicamente as atitudes de West, mas Akon expressou apoio durante entrevista com Shannon Sharpe, analista esportivo e ex-jogador da NFL (National Football League). "Estou sempre defendendo as pessoas que ninguém quer defender," afirmou na conversa.

Sempre defendo Kanye West porque sempre acredito na vida e a opinião é apenas uma opinião. Se você diz algo com o qual não concordo, simplesmente não concordo. Mas não vou pular de raiva e deixar que isso afete minha energia.

+++LEIA MAIS: Kanye West lança música com trechos de entrevista em que elogiou Hitler

No entanto, em entrevista ao Channel 4, Akon esclareceu os comentários nos quais defendeu West - e explicou como não endossa as opiniões do cantor, que elogiou Adolf Hitler e pediu para o povo judeu perdoar o ditador do Reich Alemão responsável pelo Holocausto.

"Essa resposta não foi baseada no que foi pintada para ser. Você sabe, Kanye comenta todos os dias. Você não consegue acompanhar todos os comentários ofensivos que ele está fazendo," disse Akon. "Eu o conheço pessoalmente. Não acredito que ele esteja no lugar certo. Honestamente, é muito irresponsável entrevistá-lo, não acredito que qualquer coisa que ele diga as pessoas devam levar a sério."

+++LEIA MAIS: Petição para banir Kanye West dos streamings atinge 57 mil assinaturas

Qualquer um que me conhece sabe que eu e Kanye não somos nem de longe os mesmos. Temos visões totalmente diferentes. Eu nunca, em nenhuma circunstância, ocuparia a mesma posição que Kanye nesse assunto.

Akon ainda esclareceu como não apoiava as ideias antissemitas de Kanye West, mas sim "a opinião das pessoas e ter o direito de ter sua própria opinião." "Eu condeno o ódio. Período. Eu não me importo com quem - se minha mãe odiasse, eu não concordaria com minha mãe," concluiu.