Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Além de Sorria: 4 ações de marketing que 'passaram do limite' [LISTA]

Ação de marketing de Sorria contratou atores para sorrir, de maneira bizarra e macabra, em jogos de beisebol

Cena de Sorria e ação de marketing assustadora (Fotos: Reprodução/Paramount Pictures e Reprodução/Twitter)
Cena de Sorria e ação de marketing assustadora (Fotos: Reprodução/Paramount Pictures e Reprodução/Twitter)

Trailers e pôsteres são algumas das maneiras mais comuns de ter primeiro contato com algum filme ou série, mas nem sempre são efetivos. Então, alguns estúdios e empresas decidem "apelar" com ações de marketing bastante criativas e que até chegam a "passar do limite" de certa forma.

Um exemplo bastante recente disso aconteceu com Sorria, filme de terror que estreou na última quinta, 29, nos cinemas brasileiros. Para divulgar a produção, Paramount Pictures contratou atores para sorrir, de maneira bizarra e macabra, em transmissões oficiais de beisebol da Major League Baseball - e chamou chamando atenção, de forma orgânica, de grandes portais de esporte dos Estados Unidos.

+++LEIA MAIS: Além de Sorria: 6 filmes de terror com temática bizarra, de Suspiria a A Bolha Assassina [LISTA]

No entanto, essa não foi a primeira vez na qual alguma ação de marketing de uma obra audiovisual chamou atenção. Veja, abaixo, outros quatro grandes exemplos:


Kill Bill: Volume 2 (2004)

Um dos principais filmes da cinematografia de Quentin Tarantino, Kill Bill: Volume 2 (2004) teve uma ação de marketing muito interessante e trouxe todo sangue e violência ao mundo real. Nos Estados Unidos, um pôster do longa estrelado por Uma Thurman ensanguentava a rua, tanto a parede, quanto calçada, carros e rua. Além disso, também passou para elevadores e banheiros. Veja:

Marketing de Kill Bill: Volume 2
Marketing de Kill Bill: Volume 2 (Foto: Reprodução/Pinterest)

+++LEIA MAIS: Kill Bill: Por que Michelle Yeoh não está em filme de Tarantino?


Sopranos

Uma das séries mais importantes da história da televisão estadunidense, Sopranos chocou fora da TV e levou o universo da produção da HBO para Nova York. Como marketing do seriado, o canal colocou "cadáveres" no porta-malas de táxis com um adesivo sobre a obra:

Marketing de Sopranos


Os Simpsons: o Filme (2007)

Além de diversas temporadas na televisão, a icônica animação Os Simpsons ganhou um filme em 2007. Para divulgar o longa, 20th Century Fox fez uma parceria com a rede de lojas de conveniência 7-Eleven por todo EUA para recriar versões de Kwik-E-Mart, visto na cidade fictícia de Springfield.

+++LEIA MAIS: Os Simpsons: Por que Mark Hamill não gostou de dublar a si mesmo?


Carrie (2013)

No lançamento do remake de Carrie em 2013, o marketing do filme resolveu trazer habilidades psíquicas para o mundo real. Com uma equipe de atores e especialistas em efeitos especiais, criaram um evento telecinético falso em uma cafeteria de Nova York. Então, apresentaram levitação em um dublê, além de mesas, cadeiras, fotos e livros se mexerem com a "força da mente."