Selena Gomez discursa sobre saúde mental na Casa Branca: ‘Posso ajudar a se sentirem menos sozinhos’

Selena Gomez falou sobre a importância da saúde mental em evento promovido pela MTV na Casa Branca, nos Estados Unidos

Redação Publicado em 19/05/2022, às 14h55

None
Selena Gomez discursa na casa branca (Foto: Tasos Katopodis / Getty Images for MTV Entertainment)

Selena Gomez fez um discurso emocionante sobre saúde mental durante Mental Health Youth Action Forum, evento promovido pela MTV Entertainment que aconteceu nesta quarta, 18, na Casa Branca, nos Estados Unidos. Cantora e atriz compartilhou as próprias experiências ao discorrer sobre o assunto.

“Só para contar um pouco da minha jornada, senti que, quando descobri o que estava acontecendo mentalmente, percebi ter mais liberdade para ficar bem com o que tinha, porque estava aprendendo sobre isso,” disse. “Chamar a atenção para a saúde mental através da mídia ou apenas falando sobre suas jornadas pode ajudar.”

+++ LEIA MAIS: Selena Gomez sobre ficar longe da cultura pop: 'Salvou minha vida'

“É um exemplo de um tema que pode e deve ser discutido livremente e sem vergonha,” afirmou. Além de Gomez, a primeira-dama dos Estados Unidos, Jill Biden, a embaixadora Susan Rice, o cirurgião geral Vivek Murthy e outros 30 ativistas de saúde mental também participaram do evento.

Na ocasião, cantora falou sobre o Rare Impact Fund, lançado em 2020, que arrecada os lucros da Rare Beauty, marca de maquiagem de Gomez, e os destina para fundações filantrópicas, indivíduos, parceiros corporativos e consumidores. O objetivo do projeto é apoiar organizações que trabalham para aumentar o acesso a serviços de saúde mental nas escolas. A meta é arrecadar US$ 100 milhões na próxima década.

+++ LEIA MAIS: Selena Gomez explicou letra de 'WAP' para Martin Short e Steve Martin: 'Estavam bem confusos'

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Selena Gomez (@selenagomez)

 

“A saúde mental é pessoalmente importante para mim, e espero que, usando minha plataforma, compartilhe minha própria história e trabalhe com pessoas incríveis como todos vocês. Posso ajudar os outros a se sentirem menos sozinhos e encontrar a ajuda de que precisam, o que honestamente é tudo o que eu quero,” afirmou.

A primeira-dama dos EUA também falou sobre como a pandemia agravou os problemas relacionados à saúde mental nos jovens, mas que espera que eles se sintam apoiados para compartilharem o que sentem. “São feridas que às vezes passam despercebida. Muitas vezes mantidas em segredo e com vergonha. Mas os jovens não precisam enfrentar esses desafios sozinhos. Ninguém precisa,” disse.

+++ LEIA MAIS: Selena Gomez comenta sexualização na adolescência: 'Me senti como um objeto'