Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Succession: Qual cena da 3ª temporada fez Sarah Snook 'engasgar genuinamente'? Atriz responde

Em Succession, Sarah Snook interpreta Siobhan "Shiv" Roy, uma das principais personagens da série da HBO

Redação Publicado em 15/08/2022, às 12h57

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Sarah Snook como Siobhan "Shiv" Roy em Succession (Foto: Reprodução/HBO)
Sarah Snook como Siobhan "Shiv" Roy em Succession (Foto: Reprodução/HBO)

Uma das séries mais aclamadas da HBO atualmente, Succession teve uma cena da terceira temporada que fez Sarah Snook, intérprete da protagonista Siobhan "Shiv" Roy, "engasgar genuinamente," segundo informações do site NME.

A cena em questão acontece nos momentos finais da terceira temporada, quando os filhos de Logan Roy, interpretado por Brian Cox, descobrem como a mãe deles, Caroline Collingwood (Harriet Walter), reverteu os termos do acordo de divórcio com Logan. Isso interrompeu o movimento deles para impedir que Logan vendesse a empresa.

+++LEIA MAIS: Succession: 4 motivos para assistir série da HBO vencedora do Globo de Ouro [LISTA]

Durante entrevista ao podcast The Awardist da Entertainment Weekly, Snook explicou como ainda estava surpresa com a cena enquanto assistia devido à edição do programa - mesmo sabendo o que acontecia por filmar esse momento. "Eu obviamente conheço Succession, eu estava lá quando filmávamos," afirmou a atriz.

"Mas, porque eu não sabia como eles iriam editar o final do episódio nove, quando [o diretor Mark Mylod] corta a tela para preto em Shiv, mesmo sabendo o que ela está pensando," continuou Sarah Snook. "A maneira como ele editou e quando eles cortaram e, em seguida, a música, eu realmente engasguei: 'Oh! O que vai acontecer?!'"

+++LEIA MAIS: Brian Cox em Euphoria? Ator de Succession interpreta Cassie na famosa cena do banheiro; assista

Succession: qual a opinião de Sarah Snook sobre Siobhan "Shiv" Roy?

No podcast, Sarah Snook também falou sobre o que ela acha da icônica personagem: "Ela é complexa e antipática e também tem essas qualidades incríveis. Seu direito de alguma forma deu-lhe essa estranha confiança e crença de que ela pode estar em qualquer sala em que esteja."