Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

The Last of Us: Criadores explicam polêmico 'beijo zumbi'

'Beijo zumbi' que acontece no segundo episódio não acontece no jogo de The Last of Us, lançado em 2013

Redação Publicado em 23/01/2023, às 12h07

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Bella Ramsey e Anna Torv como Ellie e Tess (Foto: Divulgação / HBO)
Bella Ramsey e Anna Torv como Ellie e Tess (Foto: Divulgação / HBO)

[Atenção: spoilers de The Last of Us abaixo]

Com a exibição do segundo episódio de The Last of Us na HBO, intitulado "Infected," uma cena específica atraiu muitas críticas e atenção negativa: um "beijo zumbi" que acontece com Tess, interpretada por Anna Torv. Durante entrevista à Entertainment Weekly, Craig Mazin e Neil Druckmann, criadores da adaptação do jogo de 2013, explicaram esse momento inusitado.

+++LEIA MAIS: The Last of Us: AQUELA cena de Tess 'estraga' personagem do jogo

Vale lembrar como, no material original, Tess morre baleada pela FEDRA após ser infectada por um Estalador (que representa o terceiro estágio de infecção pelo fungo Cordyceps). Na série, a personagem também estava mordida, mas morre após explodir o Congresso de Boston, que começa a ser invadido por dezenas de infectados.

Porém, antes disso acontecer, um infectado percebe Tess parada em um canto, e anda devagar até ela e começa a colocar uma espécie de gavinha diretamente na boca dela. "Essas coisas não precisam se tornar violentas, a menos que você as esteja impedindo de espalhar [a infecção] ainda mais," afirmou Druckmann, diretor do capítulo em questão e criador do jogo original, à EW. "Isso é percebido dessa maneira linda, mas horrível, com Anna."

+++LEIA MAIS: The Last of Us: Cocriador do jogo alega que não recebeu créditos ou dinheiro na série da HBO

Vale lembrar como as gavinhas são um elemento completamente inédito na franquia. Se comparar com o jogo, elas substituem os esporos que infectavam os humanos pelo ar. Porém, a ideia desse órgão surgiu durante a pré-produção do jogo, mas foi descartada - até ser reaproveitada no seriado da HBO estrelado por Pedro Pascal (Joel) e Bella Ramsey (Ellie).

"Craig disse com inteligência: 'O que podemos fazer para separar ainda mais nossos infectados dos zumbis?' É mais do que apenas uma mordida. Há algo mais acontecendo," continuou Druckmann. "Gostaria que tivéssemos aquele momento 'aha' imediatamente, mas pensamos em tantas coisas diferentes que eles poderiam estar fazendo. Alguns deles eram bem estranhos."

+++LEIA MAIS: The Last of Us: Fungo Cordyceps existe na vida real

E as gavinhas criaram outro conceito inédito para a série em relação ao game: efeito de mente de colmeia. Ou seja, se um infectado te vê em algum lugar, outros da área saberão da sua presença e irão até você. Segundo Druckmann, essa ideia "pareceu apropriada para como essa coisa cresce nas paredes do ambiente, como sairia [dos infectados]."

Nós pensamos que era muito legal. É muito visual e muito assustador, o que eu adoro," afirmou Craig Mazin.