Wentworth Miller, de Prison Break, revela diagnóstico de autismo: 'Foi um processo longo'

Conhecido pelo papel de Michael Scofield em Prison Break, Wentworth Miller usou as reses sociais para falar sobre o diagnóstico de autismo

Redação Publicado em 31/07/2021, às 15h00

None
Wentworth Miller (Foto: Ben Gabbe/Getty Images)

Wentworth Miller, astro da icônica série Prison Break, usou as redes sociais para revelar que foi diagnosticado com o Transtorno do Espectro Autista. Conforme divulgado pelo Omelete, o ator de 49 anos descreveu a descoberta como um “presente inesperado”.

Na publicação, Miller explicou que o processo para ser diagnosticado foi “longo e repleto de falhas”. Ainda, o astro disse ter se autodiagnosticado como parte do espectro autista há um ano — algo confirmado em seguida por um profissional médico.

+++LEIA MAIS: 5 curiosidades sobre Wentworth Miller: de clipe com Mariah Carey a primeiro filme [LISTA]

Em uma imagem em branco, o ator escreveu no Instagram sobre a descoberta: “Foi um processo longo e repleto de falhas que precisava de atualização. Sou um homem de meia-idade. Não é uma criança de 5 anos(...) Reconheço que o acesso a um diagnóstico é um privilégio de que muitos não desfrutam. Digamos que foi um choque. Mas não é uma surpresa.”

 
 
 
 
 
Ver esta publicação no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação partilhada por Wentworth Miller (@wentworthmiller)

 

Miller também explicou que ainda “não sabe o suficiente sobre autismo”, por isso ainda não falará muito sobre o tema: “No momento, meu trabalho parece estar evoluindo meu entendimento. Reexaminando 5 décadas de experiência vivida por meio de uma nova lente.Isso levará tempo. Enquanto isso, não quero correr o risco de ser, de repente, uma voz alta e mal informada na sala. A comunidade autista, historicamente, tem sido ignorada e subestimada. As pessoas tendem a falar por ela. Não quero causar mais danos”.

+++LEIA MAIS: Qual série teve o final mais decepcionante da história? Fãs respondem

Assim, o astro optou por republicar conteúdo sobre autismo feito por outras pessoas na internet. Por fim, o ator de Prison Break disse que o diagnóstico faz parte de quem ele é - e portanto não mudaria. 

"Isso não é algo que eu mudaria. Sei que ser autista é central para quem sou, para tudo o que já fiz ou articulei. Também gostaria de agradecer a todos que me deram, consciente ou inconscientemente, um pouco de espaço para me mover pelo mundo de uma forma que fazia sentido para mim, mesmo que não fizesse sentido para os outros," concluiu.

+++LEIA MAIS: Prison Break: 6ª temporada não deve acontecer, segundo astros da série


+++ 15 ANOS DE GISELE BÜNDCHEN NA CAPA DA ROLLING STONE BRASIL | ENTREVISTA