Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Alanis Morissette: 7 curiosidades sobre Jagged Little Pill

Álbum mais emblemático da cantora canadense faz 28 anos nesta terça (13); aqui listamos sete curiosidades sobre o disco

Alanis Morissette: Jagged Little Pill faz 28 anos (com foto da Getty Images)
Alanis Morissette: Jagged Little Pill faz 28 anos (com foto da Getty Images)

Jagged Little Pill, álbum mais emblemático de Alanis Morissette, foi lançado em 13 de junho de 1995 e agora completa 28 anos. Com canções que acabaram definindo permanentemente a carreira da cantora canadense, o álbum marcou sua estreia na indústria internacional - e seu legado continua relevante até hoje.

Jagged Little Pill (Reprodução)
Caption

Por Jagged Little Pill, Alanis, que tinha 20 anos quando o disco foi lançado, acabou recebendo nove indicações ao Grammy e colocando o álbum entre os mais vendidos da história.

Unindo pós-grunge e pop rock, Alanis acabou abrindo espaço por um lado mais palatável do grunge, pouco explorado até então. Por outro lado, as canções, escritas por ela em parceria com o produtor Glen Ballard, abordariam temas definitivos, como a saúde mental, a raiva - e como lidar com ela -, a hipocrisia da criação tradicional e até mesmo o uso de substâncias.

Desde o lançamento do primeiro single, "You Oughta Know", o material acabaria bem recebido na América do Norte e em todo o mundo, abrindo espaço para as canções que viria a seguir, como "Hand In My Pocket" e "All I Really Want". Com "Ironic", o álbum ganharia contornos de clássico - caindo nas graças da MTV com seu clipe que retratava quatro versões de Alanis Morisette cantando as "ironias" da vida. Posteriormente, o vídeo ganharia seis prêmios no Video Music Awards, premiação máxima da emissora.

Alanis Morissette (Getty Images)
Alanis Morissette (Getty Images)

Abaixo reunimos sete curiosidades sobre Jagged Little Pill, de Alanis Morissette:

Não foi a estreia de Alanis

Primeiro sucesso internacional de Alanis Morissette, Jagged Little Pill não foi seu álbum de estreia: tecnicamente, foi o terceiro disco da cantora, que já havia lançado Alanis(1991) e Now Is The Time (1992) somente no Canadá.

Participação de Flea e Dave Navarro

"You Oughta Know" tem Flea, do Red Hot Chili Peppers, no baixo e Dave Navarro, ex-RHCT e Jane's Addiction, na guitarra. Flea falou sobre a participação à revista Bass Player, em 1996: "Foi bastante instintivo. Quando ouvi a faixa, tinha um baixista e um guitarrista diferente. Então ouvi a bass line e pensei: 'essa m*rda está ruim!' Não tinha brilho ou batida. Mas os vocais eram poderosos, então só tentei tocar algo bom.'

Grammy e recorde

Com Jagged Little Pill, Alanis Morissette tornou-se a mais jovem artista ao ganhar o Grammy de Álbum do Ano, em 1996 - isto é, até Taylor Swift a superar, levando a melhor na mesma categoria aos 20 anos em 2010.

Música escrita em uma hora

Alanis escreveu "Hand In My Pocket" em apenas uma hora. Quem contou foi o produtor e coautor do álbum, Glen Ballard, ao The A.V. Club: "Eu vi ela escrever em minha frente em, tipo, uma hora. Eu tinha uma guitarra Epiphone de 12 cordas e nós fizemos tudo ali mesmo".

Negado por gravadoras

Antes de tornar-se um dos álbuns mais vendidos de todos os tempos, com mais de 43 milhões de cópias, além de 10 certificações de platina apenas no Reino Unido, Jagged Little Pill foi recusado por gravadoras. Ao apresentador Jimmy Fallon, Alanis disse que apresentou o disco, então com 10 músicas, a várias gravadoras, que a recusaram - então ela voltou ao estúdio para escrever mais, e eventualmente o álbum caiu nas graças da Maverick, gravadora fundada por Madonna em 1992.

Jagged Little Pill, o musical

Em 2019, Jagged Little Pill virou musical na Broadway, em Nova York. O álbum foi adaptado para uma história familiar que trata e expande temas presentes no disco - como a dependência, a identidade de gênero e os limites da interação sexual. O musical foi bem recebido e recebeu 15 indicações ao Tony Awards, garantindo duas estatuetas nas categoria de Melhor Livro e Melhor Atriz, antes de ser retirado de cartaz devido à pandemia de Covid-19. No fim de 2022, o musical reestreou em Nova York e em Londres.

O documentário que Alanis não curtiu

Jagged seria o nome de um documentário biográfico sobre Alanis Morissette. Dirigido por Alison Klayman, o filme estreou em 2021 no Toronto International Film Festival e acabou criticado pela própria cantora - que lançou uma carta aberta na Pitchfork dizendo que a produção tinha uma "agenda maliciosa", retratando fatos que "simplesmente não são verdade". Segundo Alanis, ela teria topado participar do filme durante a pandemia, enquanto lidava pela terceira vez com depressão pós-parto, após o nascimento de seu filho Winter, em 2019.

Ouça Jagged Little Pill abaixo:

.