Filipe Ret lança sexto álbum: 'Trap é a evolução do rap' [ENTREVISTA]

Rapper carioca lança hoje o álbum Lume, com participações de Anitta e MC Poze

Fernanda Decaris Publicado em 16/06/2022, às 16h47 - Atualizado às 17h53

None
Filipe Ret (Foto: stefflima)

Filipe Ret, rapper carioca, lançou nesta quinta, 16, o álbum Lume (2022). É o sexto trabalho do cantor que completa 10 anos de carreira. Com onze faixas, Ret traz a participação de Anitta,MC Poze do Rodo, MC Maneirinho entre outros.

O artista surgiu fazendo rimas, mas afirma que vê o trap como uma “evolução do rap.” O álbum foi produzido na estrada durante turnê pelos Estados Unidos. Ret conta que sentiu mais liberdade criativa ao compor o novo disco, muito pela questão do gênero musical.

+++ LEIA MAIS: Lagum reflete sobre nova fase da banda: 'A gente tá se entendendo como quatro indivíduos' [ENTREVISTA]

“O trap me permitiu muito mais liberdade. Eu vejo muito menos ‘guardinha’ do trap, como tem no rap. Imagina o Mc Poze ou a Anitta cantando rap? Eles seriam muito mais criticados. O trap não é de ninguém, é mais anárquico.”

O carioca se vê apaixonado pelo gênero e escolheu Lume como título do álbum. Não à toa, Ret se preocupa em trazer artistas que estão em começo de carreira mas também traz grandes feats e soube aproveitar sua liberdade artística.

+++ LEIA MAIS: Vitão relembra primeiro show internacional: ‘Me senti o Michael Jackson’ [ENTREVISTA]

Das 11 canções, sete têm participações. Entre alguns dos nomes, Ret menciona Kayuá e Caio Luccas. Ambos fazem parte do selo musical de Ret. O cantor ressalta a importância de colocá-los em evidência.

Lume tem um significado filosófico, é uma questão de estar explícito como se eu estivesse jogando luz em algo que deveria ser visto. É o trap chegando com tudo e o funk se misturando. Estamos na melhor fase da nossa cultura por causa do trap e foi incrível trabalhar com outros artistas no álbum. Colocar o Kayuá, que tá começando e também trazer nomes do funk como a Anitta e o MC Poze.”

+++ LEIA MAIS: Pedro Mariano reflete sobre distância em disco Novo Capítulo e relembra influência da mãe, Elis Regina [ENTREVISTA]

O carioca é o primeiro artista do rap nacional a realizar o lançamento de um Enhanced Album no Spotify, que oferece uma imersão no álbum com vídeos exclusivos, comentários e curiosidades sobre as faixas. No Brasil, apenas Luísa Sonza teve essa oportunidade.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Ret (@filiperet)

 

Ret tem cinco álbuns lançados: Numa Margem Distante (2009), Vivaz (2012), Revel (2015), Audaz (2018) e Imaterial (2021). Hoje é um dos maiores nomes do rap nacional.