Janet Jackson aconselhou Justin Timberlake a não se pronunciar após show do Super Bowl: 'Estão mirando em mim'

No documentário sobre a vida da cantora, Jackson relembra o show de 2004, quando teve seio exposto por Justin Timberlake durante apresentação

Redação Publicado em 31/01/2022, às 13h53 - Atualizado às 17h45

None
Janet Jackson (Foto: Frank Micelotta / Equipe / Getty Images)

O documentário Janet, sobre a vida e carreira de Janet Jackson, chegou ao público estadunidense na sexta, 28 de janeiro. Nele, a cantora fala sobre diversos aspectos da vida, incluindo a relação com o irmão, Michael Jackson. Entre as temáticas da produção, faz uma declaração sobre o show de 2004 no Super Bowl em que a cantora teve o seio exposto em apresentação com Justin Timberlake.

Na ocasião, o cantor foi o convidado surpresa e fez uma performance de "Rock Your Body." Ao final, quando a lírica diz "Vou te deixar nua até o fim desta canção," o artista arranca parte do top de Jackson, que acaba com o seio exposto. Na sequência da situação, a cantora foi envergonhada publicamente e enfrentou um declínio da carreira enquanto os holofotes só cresciam para Timberlake, como lembra o Papel Pop

+++LEIA MAIS: Michael Jackson apelidava Janet Jackson de 'porca' e 'vaca': 'Isso te afeta'

Apesar da situação, em uma conversa com o irmão Randy no documentário, relembrando o show de 2004, a cantora revelou que aconselhou Justin Timberlake a não falar sobre a apresentação. "Conversamos uma vez e ele disse 'Não sei se devo sair e fazer uma declaração.' E eu disse: 'Ouça… eu não quero nenhum drama para você, eles estão mirando tudo isso em mim.' Então eu disse: 'Se eu fosse você, não diria nada'," disse.

Segundo relata o Papel Pop, críticas sobre a apresentação ainda são refletidas na carreira da cantora até hoje - e muitas pessoas questionam se a situação foi um erro ou uma jogada publicitária. Após o show, existiram diversos debates sobre sexismo, racismo e padrões duplos na sociedade, de acordo com o site.

+++LEIA MAIS: Janet Jackson desabafa sobre acusações contra Michael Jackson: 'Culpada por tabela'

Ainda, em meio à conversa no documentário, Tito Jackson comenta o caso, dizendo: "Ela não fez isso. Isso não foi algo feito de propósito. Janet não é assim." Com produção ao longo de cinco anos, o filme também aborda a luta que Janet Jackson enfrentou com o corpo, as relações (conturbadas) com a família, entre outros diversos temas.

No documentário, Janet Jackson revelou os apelidos que o irmão, Michael Jackson, dava-lhe. O cantor a chamava de nomes como "vaca" e "porca." Ela comentou que, embora na época tenha se divertido com a situação, entende como isso a afetou.