Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Migos: Polícia pede ajuda a quem testemunhou assassinato de Takeoff

Takeoff, integrante do trio Migos, foi morto a tiros na madrugada da última terça, 1° de novembro de 2022

Redação Publicado em 03/11/2022, às 13h03

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Takeoff (Foto: Rebecca Sapp/Getty Images for The Recording Academy)
Takeoff (Foto: Rebecca Sapp/Getty Images for The Recording Academy)

Um dos três integrantes do Migos, Takeoff foi assassinado a tiros na madrugada da última terça, 1° de novembro de 2022, em uma pista de boliche- e polícia pediu ajuda para as testemunhas do incidente ajudarem na investigação. As informações são do KHOU-11.

Kirsnick Khari Ball, conhecido mundialmente como Takeoff, tinha saído com o tio e colega de Migos, Quavo, nas primeiras horas do dia 1º no 810 Billiards & Bowling, pista de boliche localizada no centro de Houston, onde ele participava de uma festa privada. Segundo relatos, um homem abriu fogo após um desentendimento durante jogo de dados. O cantor foi declarado morto pelos policiais no local, após sofrer um ferimento de bala na cabeça ou no pescoço.

+++LEIA MAIS: Takeoff, do Migos, é morto em tiroteio aos 28 anos

Como relatou KHOU-11, a polícia de Houston fez um apelo para testemunhas se apresentarem para ajudar a identificar o atirador que matou o rapper. "Estou chamando você para a ação, para vir à frente. Havia pelo menos 40 pessoas neste evento e as pessoas saíram possivelmente por medo," afirmou Troy Finner, chefe do Departamento de Polícia de Houston.

Peço uma coisa, e quero que isso ressoe com todos. E se fosse seu irmão, seu filho. Você gostaria de alguém para intensificar. Então, por favor, apresente-se.

Já o sargento Michael Arrington falou sobre detalhes que surgiram logo após o tiroteio, segundo matéria da Rolling Stone EUA. Ele não nomeou nenhum suspeito e não sugeriu que a polícia tivesse pistas concretas.

+++LEIA MAIS: Migos: Offset abandona o trio de rappers que será atração no Rock in Rio

"Um grande grupo de pessoas se reuniu na área da porta da frente do lado de fora do prédio, e isso levou a uma discussão onde o tiroteio ocorreu devido ao desacordo," explicou o policial. "Muitas pessoas que estavam lá, fugiram do local e não ficaram para prestar depoimento."

Michael Arrington explicou como a polícia procura "qualquer informação neste momento." Ele também encorajou possíveis testemunhas a entrar em contato e compartilhar qualquer vídeo ou imagem da cena: "Precisamos de todos vocês para podermos resolver este caso. Procuramos qualquer coisa para nos ajudar a partir daí."

+++LEIA MAIS: Rap nacional ofusca os diamantes de Quavo, do Migos, com confiança e autenticidade no Festival Cena [ANÁLISE]

Além disso, Arrington falou sobre dois outros indivíduos baleados, mas sofreram ferimentos que não foram fatais no tiroteio: um homem de 23 anos e uma mulher de 24.