Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Milton Nascimento relembra início da carreira em participação no Altas Horas [EXCLUSIVO]

Para encerrar o ciclo de apresentações, Milton Nascimento retorna ao palco do Altas Horas para receber homenagens e relembrar histórias da carreira

Emanuela Lemes (sob supervisão de Eduardo do Valle) Publicado em 05/01/2023, às 16h25

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Milton Nascimento no Altas Horas deste sábado, 07 de janeiro (Foto: Globo/ Daniela Toviansky)
Milton Nascimento no Altas Horas deste sábado, 07 de janeiro (Foto: Globo/ Daniela Toviansky)

Para encerrar o ciclo de apresentações, Milton Nascimento retorna ao palco do Altas Horas, da TV Globo, neste sábado, 07, local onde anunciou a turnê Última Sessão de Música, para receber homenagens e relembrar histórias da carreira.

A Rolling Stone Brasil traz uma prévia exclusiva da entrevista, conduzida por Serginho Groisman, com o artista falando dos primeiros anos na carreira e os desafios na música. Ainda na conversa, Bituca relembra a origem de seu primeiro hit.

+++ LEIA MAIS: Milton Nascimento e Criolo reinventam ‘Não Existe Amor em SP’ de modo emocionante para ajudar pessoas vulneráveis da cidade

Cantava em bares, restaurantes, tudo. E tocava baixo. Eu tinha uns 15 anos. Descobri que um ‘lálálá’ pode ser música ainda muito pequenininho, ouvindo a Rádio Nacional, principalmente as cantoras. [...] Fui à casa de Elis [Regina] cantei a ‘Canção do Sal’, que fiz na máquina de escrever [...], e ela gravou. Depois foi gravando [outras composições dele]”.
Milton Nascimento no palco do Altas Horas
Milton Nascimento será um dos convidados no palco do Altas Horas deste sábado (Foto: Globo / Daniela Toviansky)

"Eu jamais poderia encerrar essa parte da minha vida de tantos anos na estrada sem homenagear aqueles que me acompanham esse tempo todo: os fãs. E essa turnê foi pensada especialmente para vocês!", escreveu Nascimento ao divulgar a turnê.

Com 60 anos de carreira e oitenta de vida, a despedida da entidade da Música Popular Brasileira (MPB) terá clássicos como “Ponta de Areia”, “Encontros e Despedidas”, “Travessia”, “Cio da Terra” e “Nos Bailes da Vida”, não podem faltar no setlist. “O resto é surpresa” —, diz ele.

+++ LEIA MAIS: Quais brasileiros já foram indicados ao Grammy? De Gilberto Gil a Milton Nascimento [LISTA]

"Ao longo desses 42 discos lançados, fui indicado 9 vezes ao Grammy, premiado 5 vezes. Tornei-me cidadão do mundo sem deixar de ser brasileiro. Nos Estados Unidos, gravei meu primeiro disco internacional, firmei parcerias eternas com Herbie Hancock e Wayne Shorter," afirmou Nascimento no programa Altas Horas, em novembro de 2021. "Com Wayne, lancei Native Dancer (1975), disco que foi um marco na "World Music," e muitas outras parcerias viriam ao redor do mundo.