Quais brasileiros já foram indicados ao Grammy? De Gilberto Gil a Milton Nascimento [LISTA]

Além de Bebel Gilberto e Chico Pinheiro, concorrentes em categorias distintas em 2021, Gilberto Gil e Milton Nascimento fizeram história na premiação

Gabriela Piva | @gabriela_piva (sob supervisão de Yolanda Reis) Publicado em 07/03/2021, às 14h00

None
Durante carreira, Gilberto Gil recebeu sete indicações ao Grammy. (Foto: Fernanda Tiné)

A maior premiação de música está prestes a acontecer em moldes nunca vistos antes devido à pandemia da Covid-19. Em evento online, o Grammy 2021 premiará as mais diversas categorias: Música do Ano, Álbum do Ano, Artista Revelação

Enquanto muitos assistirão como espectadores, dois brasileiros aguardarão ansiosamente pelo resultado de Álbum Musical Global e Álbum de Jazz Latino. Bebel Gilberto e Chico Pinheiro concorrem, respectivamente, em cada divisão.

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: 6 curiosidades sobre Folklore, disco indicado de Taylor Swift [LISTA]

A carioca herdou dos pais, João Gilberto e Miúcha, a paixão pela música e lançou o sexto disco de estúdio, Agora (2020). O álbum de Bebel concorre com outros nomes da música mundial como Antibalas, Anoushka Shankar, Burna Boy e Tinariwen. De acordo com o site do prêmio, é a quarta indicação da artista ao Grammy 2021.

(Com duas vitórias, o pai de Bebel também concorreu seis vezes à estatueta).

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

Chico entra na disputa latina com o álbum City of Dreams (2020). O brasileiro concorre com Afro-Peruvian Jazz Orchestra, Arturo O’Farrill & The Afro Latin Jazz Orchestra, Poncho Sanchez e Gonzalo Rubalcaba & Aymée Nuviola

“Sinto-me honrado em ser indicado ao lado de artistas fantásticos,” escreveu Chico no Instagram. “Também queria agradecer a todos os ouvintes de City of Dreams."

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: Conheça Kaytranada, DJ indicado na categoria Artista Revelação

Porém, apesar das nomeações e da criação do Grammy Latino em 2000, brasileiros também ocuparam lugares na versão original. Confira, abaixo, outros indicados e vencedores de Grammys:


Laurindo Almeida

De todos os brasileiros, LaurindoAlmeida possui o maior número de vitórias e indicações ao prêmio mais cobiçado da música mundial. A primeira nomeação do músico aconteceu em 19569, na segunda edição doGrammy, pelo álbum Danzas.

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: 6 músicas para conhecer Doja Cat, indicada na categoria Artista Revelação

Venceu somente no ano seguinte, com Conversations With The Guitar e The Spanish Guitars Of Laurindo Almeida. Ao acumular três indicações e duas vitórias em apenas duas participações do prêmio, Laurindo estava no holofote da crítica.

Em 1961, levou mais duas estatuetas para casa: Reverie For Spanish Guitar na categoria Melhor Performance Clássica - Dueto ou Artista Solo Instrumental (Sem Orquestra); e Almeida: Discantus, como Melhor Composição Contemporânea Classica. 

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: Quem é Jacob Collier, indicado a Álbum do Ano

Em 1964, Guitar From Ipanemasimbolizou a quinta e última vitória do artista. Laurindo recebeu outra indicação naquele ano pelo disco Collaborationna categoria Melhor Performance Instrumental de Jazz.

No total, o cantor recebeu 14 nomeações e levou cinco estatuetas para casa.

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: 4 curiosidades sobre Hollywood's Bleeding, disco indicado de Post Malone


Astrud Gilberto

A prova do sucesso de "Girl From Ipanema" foi a indicação ao Grammy de 1964. A música venceu na categoria Gravação do Ano e, para completar, rendeu outras indicações à artista: Melhor Performance Feminina e Artista Revelação.

Astrud também recebeu nomeações no ano seguinte por The Astrud Gilberto Album. Perdeu para Barbra Streisend.

+++ LEIA MAIS: Grammy: Quais artistas têm mais indicações na história da premiação?

Das quatro indicações da carreira, a brasileira venceu uma.


João Gilberto

A família deJoão Gilberto recebeu tantas indicações ao Grammy a ponto de parecer uma tradição. O próprio teve duas vitórias, a primeira em 1964, como Álbum do Ano por Getz/Gilberto; a segunda, João Voz e Violão ganhou na categoria de Melhor Álbum Mundial em 2000.

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: 6 músicas que evidenciam a maturidade musical de Dua Lipa [LISTA]

Em 1977, "Amoroso" concorreu como Melhor Performance de Jazz, mas perdeu para Al Jarreau pela canção "Look to the Rainbow." 21 anos depois, Live in Montreaux disputou para Melhor Performance Masculina, porém, o prêmio ficou com Bobby McFerrin por "Brothers."

O artista recebeu, no total, seis indicações e teve duas vitórias na carreira.

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: 9 músicas para entender DaBaby, rapper destaque do ano [LISTA]


Eumir Deodato 

O carioca ganhou o primeiro e único Grammy aos 30 anos com "Also Sprach Zarathustra." Na mesma edição, foi indicado à categoria Melhor Artista do Ano, mas perdeu para Bette Midler.

Anos mais tarde, em 1980, Eumir Deodato recebeu a terceira nomeação para o prêmio mais importante da música com o single "Night Cruiser." Porém, George Benson concorria na mesma categoria Melhor Performance Instrumentalde R&B e levou a estatueta.

+++ LEIA MAIS: Conheça Ingrid Andress, cantora country indicada a Artista Revelação no Grammy 2021 [ENTREVISTA]


Sérgio Mendes

Desde a primeira indicação em 1968, Mendes demorou 24 anos pra ganhar o primeiro Grammy. O disco Brasileiro levou a categoria Melhor Álbum Musical Mundial.

O artista recebeu mais quatro indicações em 2006, 2010 e 2014 nas categorias Melhor Performance Urbana/Alternativa, Melhor Álbum Contemporâneo Mundial e Melhor Álbum Mundial, respectivamente. 

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: Após ser adiada, cerimônia ganha nova data


Milton Nascimento

O ícone do MPB também faz parte dessa lista. A primeira indicação de Milton Nascimento surgiu em 1991 pelo lançamento de Txai(1990) na categoria de Melhor Álbum Mundial. Porém, a vitória do músico demorou seis anos: em 1997, ganhou na mesma divisão com o disco Nascimento (1997).

No total, Milton recebeu quatro nomeações. A última em 2001, com Gilberto Gil, por Gil & Milton, e perdeu a disputa para o disco Full Circle - Carnegie Hall 2000 (2001), de Ravi Shankar.

+++ LEIA MAIS: 5 músicas incríveis de After Hours, disco do The Weeknd esnobado pelo Grammy 2021


Tom Jobim

Com cinco indicações e uma vitória, a trajetória de Antonio Carlos Jobim, ou melhor, Tom Jobim, no Grammy começou na quinta edição do prêmio, em 1962.  O artista foi nomeado para Melhor Arranjo de Fundo pelo single "João Gilberto," mas perdeu para Marty Manning pelo trabalho com Tony Bennett em "I Left My Heart In San Francisco."

Jobim morreu sem nunca ter recebido uma estatueta, apesar de outras indicações em 1964 e 1967. A primeira vitória veio em 1995, ano seguinte à sua morte, com Melhor Performance Latina de Jazz por Antonio Brasileiro (1994.) 

+++ LEIA MAIS: The Weeknd, IDLES e mais: 5 músicas que mencionam Freddie Mercury

Em 2012, o cantor também recebeu uma homenagem pelo Prêmio de Contribuição em Vida.


Gilberto Gil

A primeira indicação do músico ao Grammy aconteceu em 1998. O cantor levou a categoria Melhor Álbum Global com Quanta Live. Em 2005, acontecia a segunda vitória de Gil: Eletracústico venceu na disputa Melhor Álbum Contemporâneo Mundial.

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: 4 músicas para conhecer a carreira de Noah Cyrus, irmã de Miley [LISTA]

Até o momento, Gilrecebeu sete indicações ao Grammy. A última nomeação aconteceu em 2016, com Dois Amigos, Um Século De Música: Multishow Live (2015) na categoria Melhor Álbum Mundial, mas a estatueta ficou com Yo-Yo Ma & The Silk Road Ensemble por Sing Me Home (2016).


Eliane Elias

Com três indicações e uma vitória, a brasileira levou a melhor em 2015, na categoria Melhor Álbum Latino de Jazz com o disco Made In Brazil. 

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: 6 músicas para entender Billie Eilish [LISTA]

As outras duas nomeações aconteceram em 2001, com o disco Impulsive, e em 1995, com a faixa "The Way You Look Tonight."


Diego Figueiredo 

O guitarrista recebeu a primeira e única indicação até o momento em 2019. "Marry Me A Little" concorreu como Melhor Arranjo, Instrumentos e Vocais, mas perdeu para "All Night Long," de Jacob Collier.

+++ LEIA MAIS: Grammy 2021: Conheça D Smoke, vencedor de reality da Netflix e rapper revelação


Thalma de Freitas

Em 2020, a cantora brasileira disputou o Grammy na categoria Melhor Álbum Latino de Jazz com o disco Sorte!: Music by John Finbury. O prêmio ficou com Chick Corea & The SpanishHeart Band pelo disco Antidote


+++ FBC E VHOOR REFLETEM SOBRE HIP-HOP: 'MÚSICA É PARA SER SENTIDA' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL