Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Quando Rodrigo Amarante detonou pergunta de repórter sobre 'Anna Júlia,' do Los Hermanos

Repórter disse que fãs “sempre pediam” maior hit da banda nos shows, algo que foi negado pelo guitarrista e embasou crítica ao “jornalismo preguiçoso”

Rodrigo Amarante (Foto: Julia Brokaw)
Rodrigo Amarante (Foto: Julia Brokaw)

Ainda que tenha construído uma carreira de sucesso, o Los Hermanos tem “Anna Júlia” como seu maior hit. A canção lançada no álbum de estreia homônimo do grupo ganhou versões de artistas que foram de George Harrison (Beatles) a Teodoro & Sampaio, além de ter alavancado as vendas do disco que pertencia, chegando a mais de 300 mil cópias comercializadas no Brasil.

Contudo, a postura da banda carioca foi a de nunca se limitar por tal música. Em virtude disso, chegaram até mesmo a deixar de tocá-la durante alguns shows, como forma de mostrar que eles tinham mais a oferecer em seu repertório.

+++ LEIA MAIS: Lagum, Los Hermanos, Anavitória e mais: como os artistas ajudam produtores, técnicos de som e equipe

Naturalmente surgiram rumores de que o Los Hermanos renegava seu maior hit, o que nos levou a um dos episódios mais curiosos envolvendo o grupo. Em declaração a um veículo de comunicação não especificado, o guitarrista Rodrigo Amarante demonstrou incômodo com um jornalista que insistia em saber se a banda realmente queria “enterrar” a canção.

O diálogo, registrado em vídeo e viralizado diversas vezes em tempos de redes sociais, começou da seguinte forma:

Jornalista: Vocês são sempre lembrados por “Anna Júlia”, né?
Rodrigo: Nem sempre.
Jornalista: Isso incomoda, você ser sempre lembrado por “Anna Júlia”?
Rodrigo: Não porque nem sempre.
Jornalista: Porque sempre quando tem “Anna Júlia”, tem a referência, Los Hermanos, “Anna Júlia”.
Rodrigo: Ahm?
Jornalista: Sempre tem essa relação, “Anna Júlia”, Los Hermanos.
Rodrigo: É uma música nossa, né? Por isso tem a relação.

O diálogo áspero evoluiu após Amarante perguntar o que o repórter queria saber. O jornalista, então, insistiu: “se incomoda vocês serem sempre lembrados por ‘Anna Júlia’”. O guitarrista disse: “Não, porque não é sempre que a gente é lembrado por ‘Anna Júlia’. Você vai ver hoje: a gente não vai tocar a Ana Júlia, aí você vai ver”.

+++ LEIA MAIS: Show histórico dos Los Hermanos no Maracanã é lançado completo no YouTube; assista

O repórter disse: “Mas sempre a galera pede”. Ouviu de volta um sonoro “não” de Rodrigo, que perguntou: “Você já foi a algum show do Los Hermanos?” O jornalista admitiu que nunca havia estado em uma apresentação do grupo, no que o guitarrista perguntou: “E esse ‘sempre’ veio da onde?” Após o repórter dizer ter lido a respeito e reafirmado que “pelo jeito incomoda”, Amarante fez uma crítica bastante fundamentada ao trabalho do profissional.

A crítica de Rodrigo Amarante ao jornalista

A seguir, você pode conferir a resposta de Rodrigo Amarante ao jornalista que insistia para saber se o Los Hermanos ficava incomodado com “Anna Júlia”, conforme transcrição da Rolling Stone Brasil, além do vídeo do curioso episódio.

“Não, o que o que incomoda é é um jornalismo - como é que eu vou dizer? - preguiçoso, assim, de não saber o que perguntar, e aí perguntar qualquer coisa. É o jornalismo baseado na polêmica, sabe? É muito comum hoje em dia a polêmica ser a tônica do jornalismo, como se o papel do jornalista fosse descobrir um ponto fraco.

Eu particularmente acho que o trabalho de jornalismo é muito importante. É como o trabalho de uma figura, uma pessoa pública do governo, do Estado. Tem uma responsabilidade, um papel importante. As pessoas leem ou ouvem o que vocês fazem e tomam como verdade, como uma coisa que é feita com critério. Isso influência a opinião das pessoas por aí.

Então, esse tipo de pergunta leviana, sem profundidade, acaba levando as pessoas a ter uma impressão errada, que é essa: de que ‘Anna Júlia’ nos incomoda. Pelo contrário: a gente adora a música, temos tocado em muitos festivais e nunca tivemos problema com isso.

Só que é comum no Brasil as pessoas acharem que fazer sucesso é uma coisa ruim, negativa, porque: ‘ah não, faz sucesso, então não deve ser bom’. Isso é uma ingenuidade tanto da imprensa quanto das pessoas de achar que se tornar público ou ser muito conhecido é uma coisa ruim. Acho que é ruim pra quem é fraco e tem medo de perder isso. A gente nunca teve isso. Fazemos música com o coração, da forma como sabemos fazer.

Anna Júlia’ foi feita da mesma forma. Adoramos a música, as pessoas se incomodam é com a gente ter feito sucesso.”