Alice in Chains está trabalhando em novo disco

Depois de se recuperar de uma cirurgia no ombro, o guitarrista Jerry Cantrell está pronto para entrar em estúdio; leia entrevista

Steve Baltin Publicado em 12/01/2012, às 11h53 - Atualizado às 12h09

Alice in Chains tocou no SWU nesta segunda, 14
Foto: Divulgação/Pedro Carrilho

O Alice in Chains fez um retorno muito bem sucedido com o disco Black Gives Way to Blue, em 2009. O álbum, o primeiro da banda com o novo vocalista, William DuVall, estreou no Top 10 da parada da Billboard e recebeu diversas indicações ao Grammy. Agora a banda está trabalhando no sucessor, o guitarrista/vocalista Jerry Cantrell revelou à Rolling Stone EUA. “Começamos a compor no ano passado”, ele disse durante o tributo Dimebash em Los Angeles, show anual em homenagem ao falecido guitarrista "Dimebag" Darrell Abbott.

O Alice in Chains se apresentou no festival SWU 2011, em Paulínia. Veja fotos e saiba como foi o show.

A banda pretende entrar em estúdio ainda no início deste ano, de acordo com Cantrell. Não haviam sido feitos planos para que o espaço de tempo entre os dois discos durasse três anos, mas Cantrell teve de lidar com alguns problemas de saúde. “Eu fiz uma cirurgia no ombro. Tive que cuidar de alguns esporões ósseos e de cartigalens rasgadas, então isso me segurou um pouco”, ele contou. “Mas estivemos escrevendo durante esse processo.”

Embora a faixa-título de Black Gives Way to Blue tenha contado com a participação de Elton John, não espere grandes convidados no novo trabalho. Cantrell ainda está deslumbrado com a colaboração do pianista no disco anterior. “O que ele é, antes de qualquer coisa, é um músico extraordinário. E ele é o cara que me inspirou a começar a tocar, então tê-lo em um de nossos discos – especialmente um que tem tanta importância, no qual recomeçamos nossas carreiras, dizendo adeus e honrando nosso amigo [o falecido ex-vocalista Layne Staley] – é uma coisa tremenda.”

Em entrevistas de divulgação do último álbum, Cantrell falou sobre o fato de a banda estar seguindo em frente após a morte de Staley, ocorrida em 2002. Embora o disco tenha sido um adeus atrasado ao cantor, tendo sido lançado sete anos após a morte dele, Cantrell afirma que os integrantes ainda honram a memória do ex-companheiro. “A mãe de Layne tem feito um show para ele todo ano, e nós participamos”, diz o guitarrista. “É bom lembrar dos nossos. A vida é muito temporária, e em breve nos juntaremos a eles. Esperamos que não seja muito em breve, mas tudo bem. São pessoas incríveis que devem ser lembradas.” Mike Starr, baixista original do Alice in Chains, que saiu em 1993, morreu em março de 2011, após a ingestão de remédios e álcool.