Pulse

Netflix mostra cena de suicídio em outra série, mesmo com críticas à 13 Reasons Why

Cena de primeiro episódio de The Politician, no ar desde 27 de setembro deste ano, gerou críticas de profissionais de saúde mental

Redação Publicado em 13/11/2019, às 16h57

None
Gwyneth Paltrow e Ben Platt no pôster de The Politician (Foto:Divulgação/Netflix)

[Contém Spoilers]

Nova série da Netflix, no ar desde setembro, The Politician já gerou polêmica. Profissionais de saúde mental estão preocupados com a forma que a produção lida com o tema suicídio e depressão.

+++LEIA MAIS: The Politician: 6 coisas que sabemos sobre a nova série de Ryan Murphy

No primeiro capítulo de The Politician, River Barkley, interpretado por David Corenswet, comete suicídio. Apesar da cena não ser explícita, a discussão acerca do tópico dentro da série é um problema, principalmente porque o personagem aparece com uma arma. 

Chris O’Sullivan, Chefe de Comércio e Engajamento da Fundação de Saúde Mental, critica a abordagem do tema "depressão em adolescentes" feita na série, mesmo com o aviso de "conteúdo sensível". Em entrevista ao The Telegraph, O’Sullivan falou sobre o cuidado necessário para produções não dramatizarem situações sérias.

+++LEIA MAIS: Netflix divulga as 6 séries mais assistidas por brasileiros - além de Brasil e EUA

“Dramas da TV naturalmente querem explorar - e em alguns casos dramatizar - angústia. Avisos de gatilho devem fazer parte da programação, mas eles deveriam ser sinceros. Avisos não dão uma licença para que conteúdo angustiante seja mostrado de forma gratuita, romantizando o suicídio e estigmatizando uma visão da depressão, além de mostrar métodos de suicídio, que podem aumentar o risco do efeito copycat [imitação]”, explicou o especialista.

Apesar da crítica, o caso de The Politician não é o primeiro. Após o suicídio de Hannah Baker em 13 Reasons Why, a Netflix passou a receber avaliações negativas pela maneira que lidou com o tema.