Bar do músico Kid Rock se recusa a fechar durante quarentena de coronavírus nos EUA

Apesar da ordens oficiais, um dos proprietários do estabelecimento afirmou que não irá atender o pedido do prefeito de Nashville

Redação Publicado em 17/03/2020, às 12h51

None
Kid Rock (Foto: AP / Paul Warner)

O bar Big Ass Honky Tonk & Rock & Roll Steakhouse se recusou a seguir as ordens oficiais das autoridades norte-americanas durante o período de quarentena do coronavírus. O estabelecimento localizado em Nashville, nos Estados Unidos, pertence ao músico Kid Rock.

Segundo a TMZ, o prefeito da cidade, John Cooper, pediu para os bares de grande de ruas de grandes circulação de pessoas fecharem por tempo indeterminado. Porém, Steve Smith, coproprietário do local, afirmou que não cumprirá a ordem imposta apenas para um grupo específico de estabelecimentos.

+++ LEIA MAIS: Billie Eilish faz série de vídeos para alertar sobre coronavírus: 'Não é piada'

“Nós apreciamos os esforços do prefeito Cooper para combater o covid-19, mas, a menos que tenha um mandato estadual direcionado para todos os bares e restaurantes fecharem, o pedido feito pelo prefeito Cooper é inconstitucional conforme ele está visando um grupo seleto de negócios.”

Smith ainda usou como argumento o fato do bar histórico Tootsies Orchid Lounge ter se mantido aberto durante o surto de poliomielite, na década de 1950. Além do estabelecimento de Smith, outros quatro bares tomaram a mesma decisão.

+++ LEIA MAIS: Todos os filmes que a Disney adiou pelo coronavírus: Mulan, Novos Mutantes e mais

Em outros estados do país, como Nova York, as autoridades locais já emitiram uma ordem oficial para o fechamento de todos os cinemas, casas de show e clubes para evitar o aumento da transmissão descontrolada do vírus. 


+++ GUNS N' ROSES: 11 FATOS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A BANDA