Bolsonaro questiona manifestações contrárias ao governo: ‘Maioria é paga’

Em conversa com apoiadores nesta quarta, 23, o presidente Jair Bolsonaro chamou manifestantes contrários ao governo de "pobres coitados"

Redação Publicado em 23/06/2021, às 15h07

None
Bolsonaro de máscara olhando para o lado (Foto: Andre Coelho/Getty Images)

Jair Bolsonaro (sem partido) afirmou que manifestantes contrários ao governo são “pobres coitados” que precisam ser "recuperados". O presidente também questionou as manifestações de oposição, e sugeriu que pessoas foram pagas para participar dos protestos.

Conforme noticiado pelo O Globo, em conversa com apoiadores nesta quarta, 23, Bolsonaro comentou sobre as manifestações contrárias ao governo, realizadas em várias cidades do Brasil no sábado, 19:

+++LEIA MAIS: Bolsonaro volta a atacar imprensa e manda repórter calar a boca: 'Vocês são uns canalhas'

“Pessoal ali, a maioria é pago. Se perguntar o que está fazendo, não sabe o que estão fazendo. Esse pessoal aí, a gente vai recuperando esse pessoal devagar. A maioria que tem ali são pobres coitados,” disse.

Apesar da fala de Bolsonaro, mais de 25 capitais contaram com manifestação contrárias ao presidente no sábado, 19. Segundo o O Globo, os atos contaram com a presença de milhares de pessoas que pediam o impeachment do presidente e criticavam a gestão do governo durante a pandemia. 

+++LEIA MAIS: Sem máscara, Bolsonaro participa de festa com pagode em Brasília

A declaração de Bolsonaro pode ser conferida no vídeo abaixo, publicado pelo canal de YouTube bolsonarista chamado Foco do Brasil. Por volta do minuto 5, o presidente comenta sobre as manifestações contrárias ao governo:


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL