Bolsonaro volta a atacar imprensa e manda repórter calar a boca: 'Vocês são uns canalhas'

Durante entrevista na segunda, 21, Bolsonaro também voltou a defender medicamento sem eficácia comprovada contra Covid-19

Redação Publicado em 22/06/2021, às 10h04

None
Jair Bolsonaro olha para o lado com a mão para frente (Foto: Gabriela Bilo / Estadão Conteúdo / Agência Estado / AP Images)

Jair Bolsonaro (sem partido) reagiu de forma agressiva a perguntas realizadas na segunda, 21, no interior de São Paulo. Em entrevista, o presidente mandou a repórter Laurene Santos “calar a boca” e fez ataques à imprensa, como a TV Globo e a CNN Brasil.

Segundo a Folha de S. Paulo, durante entrevista, Bolsonaro foi lembrado da multa que tomou por não usar máscara na cidade de São Paulo. Em seguida, o presidente foi questionado por chegar ao evento no interior do estado sem o item, cujo uso é obrigatório no estado.

+++LEIA MAIS: Sem máscara, Bolsonaro participa de festa com pagode em Brasília

Furioso, Bolsonaro respondeu: "Eu chego como quiser, onde eu quiser, eu cuido da minha vida. Se você não quiser usar máscara, você não usa." Depois, o presidente se referiu à cobertura da mídia das manifestações contrárias ao governo realizadas no sábado, 19: "CNN? Vocês elogiaram a passeata agora de domingo, né? Jogaram fogos de artifício em vocês e vocês elogiaram ainda", comentou.

Em tom agressivo, Bolsonaro justificou o fato de não usar máscara na motociata em São Paulo: “Eu estava com capacete balístico a prova de 762 [durante passeio de motocicleta em São Paulo]. Então, vou ser multado toda vez que andar de moto por aí? Porque eu sou alvo de canalhas do Brasil,” comentou.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro volta a atacar vacina Coronavac: ‘Não tem comprovação científica’

O presidente voltou a defender o tratamento precoce com uso de remédios sem eficácia comprovada contra Covid-19. Durante a entrevista no interior, Bolsonaro disse ser a prova viva de que os medicamentos funcionam:

“Tudo o que eu falei sobre a Covid, infelizmente, para vocês, deu certo. Tratamento precoce salvou a minha vida. Muitos jornalistas falam comigo reservadamente que usaram hidroxicloroquina e ivermectina. Por que vocês não admitem isso?”, comentou.

+++LEIA MAIS: Bolsonaro afirma que contaminação por Covid-19 é mais eficaz que vacina

Em seguida, Bolsonaro iniciou os ataques à TV Globo enquanto tirava a máscara: "Vocês acham que vou me consultar com o Bonner ou com a Míriam Leitão sobre esse assunto? Parem de tocar no assunto. Me botem no Jornal Nacional agora. Vai botar agora? Estou sem máscara em Guaratinguetá. Está feliz agora? Você está feliz agora?"

O presidente continuou, com agressividade, os ataques: "Essa Globo é uma m*** de imprensa. Vocês são uma porcaria de imprensa. Cala a boca, vocês são uns canalhas. Vocês fazem um jornalismo canalha, canalha, que não ajuda em nada. Vocês não ajudam em nada. Vocês destroem a família brasileira, destroem a religião brasileira. Vocês não prestam."

+++LEIA MAIS: Governo Bolsonaro prepara telejornal só de ‘boas notícias’

Para concluir, Bolsonaro disse: “A Rede Globo não presta. É um péssimo órgão de informação. Se você não assiste à Globo, você não tem informação. Se você assiste, está desinformado. Você tinha que ter vergonha na cara por prestar um serviço porco desse que você faz na Rede Globo. Obrigado.”


+++ OS 5 DISCOS ESSENCIAIS DE BOB DYLAN | ROLLING STONE BRASIL