'Brasil precisa de um adulto no comando', diz Serj Tankian, do System of A Down

Em entrevista à Veja, Serj Tankian falou sobre como Donald Trump e Jair Bolsonaro têm lidado com a Covid-19 e da ascensão da extrema-direita

Redação Publicado em 30/03/2021, às 09h28

None
(Foto: Kevin Winter/Getty Images para ABA)

Em entrevista à Veja, Serj Tankian, vocalista do System of A Down, falou sobre como alguns líderes mundiais têm lidado com à Covid-19 em seus respectivos países e disse que "o Brasil precisa de um adulto no comando, e não de uma pessoa que desafia a ciência", se referindo ao presidente da República Jair Bolsonaro

Ao repórter Felipe Branco Cruz, Serj Tankianafirmou: "[Donald] Trump fez um trabalho horroroso na resposta à Covid-19, e Bolsonaro também...Penso que o Brasil precisa de um adulto no comando, e não de uma pessoa que desafie a ciência. Eu espero que vocês consigam se vacinar o mais rápido possível. Eu mesmo já fui vacinado. Infelizmente, líderes ruins dificultam a superação da pandemia."

+++LEIA MAIS: Guitarrista do System of A Down se manifesta a favor de armas de fogo: 'Essenciais para autodefesa'

O cantor de 53 anos passou parte de 2020 na Nova Zelândia, país que adotou medidas certeiras e severas de lockdown contra a pandemia do coronavírus e conseguiu frear o avanço do vírus. "Eles fizeram um trabalho incrível. Foram bastante transparentes e responsáveis. Eles não foram guiados por informações falsas", disse sobre a ilha da primeira-ministra Jacinda Ardern

Filho de imigrantes armênios e ativista, Serj Tankian também comentou sobre a ascensão de líderes populistas de extrema-direita. 

"É um jogo perigoso. A ascensão da extrema-direita em países como a Hungria, com Viktor Orban, ou nos casos de Bolsonaro no Brasil e de Trump, nos Estados Unidos, foi uma reação ao sistema. Mas essa é uma solução errada e está criando mais problemas para a sociedade. Não temos tempo para ditadores. Não temos tempo para idiotas nos liderando. A nova geração não vai viver com isso por muito tempo. É por tal razão que estão ocorrendo diversos protestos ao redor do mundo.", disse. 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

Neste mês, Serj Tankian lançou o EP Elasticity, com músicas sobre o conflito na Armênia e desigualdades sociais. Em 27 de abril, lançará o documentário Truth To Power, sobre ativismo e a crise em seu país natal. Já o System of A Down não lança um álbum completo há 16 anos. No ano passado, o grupo divulgou duas inéditas: "Protect the Land" e "Genocidal Humanoidz". 

+++LEIA MAIS: John Dolmayan, do System of a Down, diz que foi 'cancelado' por ser de direita - e criticou Black Lives Matter

Sobre as diferenças políticas dentro do System of A Down (o baterista John Dolmayan é de direita), Serj comentou: "Nossas diferenças basicamente ficam na política americana. Ele é um apoiador do Trump. Eu sou um apoiador do Bernie Sanders. Somos colegas de banda e também cunhados. Nossos filhos são muito amigos."

O vocalista finalizou: "Eu sempre falo para as pessoas que não é incomum ter um cunhado com um pensamento político diferente, não é? Nós dois nos amamos, apesar de nossas diferenças na política americana. Nós nos respeitamos como pessoas e artistas e vamos continuar desse modo. Simples assim."


+++ KANT | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL