Carta de John Lennon para Paul McCartney será leiloada

Escrita em 1973, carta detalha o relacionamento tenso dos Beatles e a batalha judicial pelos royalties

Redação Publicado em 05/08/2022, às 16h00

None
Paul McCartney e John Lennon. (Foto:Sipapress)

Uma carta de John Lennon, escrita em 1973, será leiloada. A mensagem estava endereçada a revista inglesa Melody Maker em resposta a uma entrevista realizada com Paul McCartney a qual ele falava sobre a dissolução dos Beatles e do relacionamento de Lennon com Yoko.

A carta datilografada com trechos escritos à mão, falava principalmente sobre a batalha legal entre McCartney e Lennon e detalhava o relacionamento tenso das negociações dos royalties, além de acusar o colega de banda a fazer com que George Harrison e Ringo Starr se voltassem contra ele.

A Gotta Have Rock and Roll, instituição responsável pelo leilão, estima que os lances chegarão a US$ 40.000


McCartney vs Lennon

Após John Lennon sair dos BeatlesPaul McCartney ficou com alguns ressentimentos e falou como o ex-colega de banda "ficou desagradável" na época, segundo informações do Showbiz Cheat Sheet.

No livro The Lyrics: 1956 to the Present, lançado em 25 de agosto de 2021, McCartney escreveu sobre a rivalidade "feia" com Lennon. "Quando o Beatles acabou e todo mundo se debatia, John ficou desagradável," afirmou na obra. "Eu realmente não entendo o porquê. Talvez porque crescemos em Liverpool, onde sempre foi bom dar o primeiro soco de uma luta."

"John atirava mísseis em mim com as músicas, e uma ou duas delas eram bastante cruéis," continuou o icônico baixista no livro. "Não sei o que ele esperava ganhar, além de me dar um soco na cara. A coisa toda realmente me incomodou." Além disso, o músico ficou magoado diversas vezes por conta do ex-colega de banda.

John dizia coisas como: 'Tudo foi um lixo. Os Beatles eram uma porcaria.'

No entanto, McCartney revelou em The Lyrics: 1956 to the Present como a amizade entre ele e John Lennon voltou a crescer gradualmente após o desentendimento. "No começo, após a separação dos Beatles, não tínhamos contato, mas havia várias coisas que precisávamos conversar," relembrou. "Nosso relacionamento às vezes era um pouco tenso porque discutíamos negócios e às vezes nos insultávamos ao telefone."

+++LEIA MAIS: Beatles: Paul McCartney fica emocionado ao ouvir canção do Wings inspirada em John Lennon

Porém, o jogo virou aos poucos: "Gradualmente, passamos dessa fase, e se eu estivesse em Nova York, eu ligava e dizia: 'Você gostaria de uma xícara de chá?'" Durante entrevista ao The Sunday TimesMcCartney revelou comentou como "foi uma grande bênção para mim" se reconciliar com Lennon.

"Tomamos uma decisão quando Beatles acabou que não voltaríamos com a banda," adicionou o astro. "Então nos desligamos [do Fab Four] definitivamente. "Você fala sobre o encerramento do ciclo de algo que é muito satisfatório; não vamos estragar tudo com algo que pode não ser tão bom."

+++LEIA MAIS: Beatles: Paul McCartney apresenta música com John Lennon em show; assista

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Paul McCartney (@paulmccartney)