Cocriador do Village People Henri Belolo morre aos 82 anos

"[Ele] deixou um um trabalho que ajudou a moldar o gênero da disco music", diz o cantor principal da banda, Victor Willis

Althea Legaspi, Rolling Stone EUA Publicado em 07/08/2019, às 09h13

None
Village People (Foto: Michael Putland/ Getty)

Henri Belolo, o produtor musical e cocriador do Village People, morreu neste sábado, 3,  a notícia foi dada pelo New York Daily News. Ele tinha 82 anos.

"Eu estou devastado com a repentina morte de Henri Belolo, que era meu produtor original, mentor e cocriador do Village People", disse o cantor principal do grupo, Victor Willis, para a Rolling Stone EUA.

"Henri, que na verdade morreu no dia 3 de agosto de 2019, deixou um trabalho impressionante que ajudou a moldar o gênero da disco music, e como executivo musical, ele era mais do que excelente. Um funeral intimista foi feito na França, [em] Paris, mas nós estamos trabalhando em um memorial público, que esperamos anunciar em breve."

O produtor nasceu em Casablanca, Marrocos, em 1936 e foi criado com músicas norte-americanas e africanas, que eram trazidas pelas tropas dos Estados Unidos. Quando estava com 20 anos, mudou-se para Paris, onde trabalhou como DJ e produtor musical.

Em 1973, ele se mudou para os Estados Unidos, onde mais tarde se juntou com o produtor e amigo Moroccan Jacques Morali.

Em 1975, ele e Morali produziram o álbum Brazil de Ritchie Family, que se tornou um hit nas boates noturnas e eventualmente ganhou popularidade pelo mundo. A parceria de Belolo e Morali provou ser próspera e continuou pela próxima década.

Morali e Belolo frequentavam a cena de clubes noturnos e juntos ajudaram a iniciar o movimento da disco. Em 1978, eles formaram o Village People, com o qual construiram a manifestação da liberdade da época, incentivando e celebrando a cultura gay com fantasias que criaram personagens caricatos: o trabalhador de construção, o policial, o ciclista, o cowboy, o soldado e o índio.

O grupo gerou um número de inesquecíveis hits que continuam marcando a cultura pop atual, incluindo "Y.M.C.A.", "Macho Man" e "In the Navy".


Apesar da popularidade da disco diminuir durante o começo dos anos 1980, os anos 1990 viu o renascimento do grupo, com a performance em Sydney, durante uma final do campeonato de rugby, em 1991, e no MTV Movie Awards.

O Village People foi escalado como banda de abertura da Farewell Tour, da Cher, em 2005. No mesmo período, recebeu uma estrela na calçada da fama em Hollywood, em 2008. Já em 2018, o grupo lançou A Village People Christmas, seu primeiro álbum em 33 anos.


Enquanto Belolo não assumia sua homossexualidade, Morali se declarava abertamente gay (ele morreu de complicações de AIDS, em novembro de 1991), e, vendo o começo da injustiça declarada contra a comunidade LGBTQ+, Belolo se tornou um representante da causa.

"Nós éramos dispostos a fazer algo para liberdade gay e seu seu lado político, porque Jacques era gay, e eu estava sentindo a injustiça sofrida pela comunidade gay. E eu não gostei da mentalidade norte-americana de intolerância e hipocrisia. E eu não via o porquê dessas pessoas os tratarem desse jeito. Como as pessoas negras, que da mesma forma, eu não gostava do jeito que elas eram tratadas", declarou Belolo para Red Bull Music Academy, em uma entrevista de 2004.

"Então eu não estava fazendo isso, realmente, como um homem de negócios tentando fazer dinheiro, isso aconteceu de qualquer maneira, depois. Mas, eu sempre disse que o que vem do coração vai para coração. Eu realmente tinha um jeito provocativo, um modo subversivo de te falar 'É assim que as coisas são'."

LISTA: 13 segredos de 'Ladrão', o terceiro disco do Djonga e um dos melhores de 2019