Pulse

Com "violência perturbadora," reboot de O Grito será apenas para maiores de 18 anos

A Sony reviverá a franquia em 2020 - anteriormente, a história de terror teve três filmes lançados pelo estúdio entre 2004 e 2009

Redação Publicado em 16/10/2019, às 18h56

None
O Grito (Foto: Divulgação / Sony Pictures)

O Grito, filme japonês de 2003, ganhará mais um reboot - e o longa promete bastante terror. A Sony divulgou nesta quarta, 16, que a classificação indicativa é para pessoas de 18 anos ou mais.

De acordo com o Exhibitor Relations, o filme será apenas para maiores de idade por conter  “violência perturbadora, imagens sangrentas, terror e linguagem forte”.

+++ LEIA MAIS: Para maratonar no final de semana: 8 séries de terror com só uma temporada [LISTA] 

A nova versão conversará com o filme original. Na produção de 2004, os eventos ocorrem no Japão, e a proposta da Sony é mostrar o que aconteceu nos Estados Unidos durante o mesmo período. 

Esta será a segunda vez em que O Grito será regravado. Além do original japonês de 2003, a produção ganhou uma versão hollywoodiana em 2004, também pela Sony. Teve dois filmes de sequência: O Grito 2 (2006) e O Grito 3: O Início do Fim (2009).

+++ LEIA MAIS: Kill Bill, Rambo e Pulp Fiction: os 7 filmes mais sangrentos já produzidos [LISTA] 

A história de terror mostra uma maldição que corre em uma casa depois de uma família ser brutalmente assassinada - o que só gera muitas outras mortes. O novo O Grito, dirigido por Nicolas Pesce, deve chegar aos cinemas no dia 16 de janeiro de 2020, de acordo com o Adoro Cinema.