Convidada expõe William Waack em cobertura antirracista na CNN, nova emissora do jornalista

O âncora foi demitido da TV Globo em 2017

Redação Publicado em 03/06/2020, às 11h58

None
William Waack, jornalista da CNN Brasil (Foto: Divulgação)

Na última terça, 2, a jornalista e ex-consuela francesa Alexandra Loras comentou ao vivo na CNN sobre a cobertura da própria CNN aos protestos antirracistas, que contou com o jornalista William Waack. A notícia foi dada pelo portal UOL.

+++ LEIA MAIS: Baterista do Slipknot, Jay Weinberg incentiva fãs a combaterem racismo e lutar 'por igualdade real, liberdade e união'

"Hoje, a CNN e toda mídia brasileira têm o poder de convidar acadêmicos negros para conversar sobre essa temática. Quando vejo o William Waack, que foi mandado embora por um episódio de racismo, e hoje ele debater tanto tempo sobre o racismo... Eu acho que deveríamos também convidar negros para debater sobre essas questões", ela disse à jornalista Daniela Lima durante o programa CNN 360º.

+++LEIA MAIS: Glória Maria relata racismo em clube carioca: ‘Me sentia como macaco no zoológico’

Após a vitória presidencial de Donald Trump nos Estados Unidos, em 2016, Waack, nos bastidores do Jornal Globo, xingou um motorista que passou buzinando. "Está buzinando por que, seu merd* do cacete? Deve ser um, com certeza, não vou nem falar de quem, eu sei quem é, sabe o que é?", disse. Depois, ele supostamente cochicha a palavra "preto" no ouvido da pessoa que estava ao seu lado.

O jornalista foi demitido da TV Globo após o vazamento do vídeo, em novembro de 2017.


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE