Crítica adorou a 3ª temporada de Stranger Things: "Melhor do que nunca"

A série retorna para a Netflix no dia 4 de julho

Redação Publicado em 02/07/2019, às 09h10

None
Trailer da 3ª temporada de Stranger Things (Foto: Reprodução)

A próxima temporada de Stranger Things ainda não foi lançada pela Netflix, mas as resenhas circulam pela internet e são, em geral, muito otimistas.

Para a crítica do jornal USA Today, a série se reinventou. “Exceto por alguns momentos extravagantes aqui e ali, os novos episódios são exuberantes e excelentes, quase superando o nível de criatividade da primeira temporada e proporcionando um caminho para manter a história por anos."

Já o blog Slashfilm disse que a série está "melhor que nunca", tendo aumentado o grau de emoção ainda mais do que nas duas primeiras temporadas. “A 3ª temporada de Stranger Things constrói, cuidadosamente, um caminho para grandes momentos Spielbergianos, repletos de ação e de cenas memoráveis.”

A Gamespot também elogiou a nova série, afirmando que “David Harbour dá ao Hopper um novo visual e uma nova atitude. E Winona Ryder traz a mesma energia adorável e maníaca para a Joyce.”

“É difícil dizer muito mais sobre a nova série sem dar muita coisa. Haverá muita discussão sobre o que acontece com vários personagens, perguntas sobre o modo como certas coisas são reveladas e debatem seu final. Por enquanto, é seguro dizer que os criadores de Stranger Things Matt e Ross Duffer conseguiram. Depois de uma queda sem brilho no segundo ano, Stranger Things está de volta ao topo do seu jogo. ”, concluiu a crítica do Gamespot

No entanto, nem todos os comentários foram tão positivos. O Daily Telegraph acredita que a série seja lenta, previsível e frustrante: "O excesso de familiaridade é o maior problema na série, que se recusa a desviar da fórmula que já conhecemos com Os Goonies, de Steven Spielberg, em junção com as técnicas de Stephen King."

A 3ª temporada de Stranger Things estreia nesta quinta, 4. Confira, também, outros lançamentos da Netflix em julho.

+++ De Emicida a Beyoncé: Drik Barbosa escolhe os melhores de todos os tempos