Daniela Mercury compara homofobia com coronavírus: ‘Viver com medo’

A cantora compartilhou os pensamentos sobre a pandemia no Dia Internacional na Luta Contra a Homofobia

Redação Publicado em 18/05/2020, às 08h57

None
Daniela Mercury e a esposa Malu Verçosa (foto: reprodução/ Instagram)

A cantora Daniela Mercury comparou o medo da pandemia do coronavírus, que já causou mais de 300 mil mortes pelo mundo com o temor constante de quem é alvo da homofobia.

A baiana comentou as lutas da comunidade LGBTQ+, comemorando o Dia Internacional da Luta Contra a Homofobia, e também falou sobre o relacionamento com a esposa Malu Verçosa e com as filhas do casal.

+++LEIA MAIS: Como a emenda, que altera a cobrança de direitos autorais, afeta os artistas brasileiros?

"Lembrem-se que amor salva. Abraço e carinho salvam a gente. É muito ruim viver com medo. Se está todo mundo hoje com medo do coronavírus, imagine viver com medo, imagine o que é uma comunidade que vive com medo de sofrer violência, de morrer", afirmou Danielaao jornal Extra.

A cantora disse que ela e a esposa terem ido a público com o casamento é até hoje importante na luta contra a homofobia. "O fato de eu casar com Malu trouxe à tona a questão da homofobia na nossa sociedade e a gente pôde falar sobre esse assunto de uma maneira mais clara. Tudo que é relacionado ao sexo é difícil de se falar abertamente, mesmo em 2020. A nossa atuação ajudou na conquista de mais direitos civis."

+++LEIA MAIS: Hino do tetracampeonato ganha nova versão com Daniela Mercury e Iza

No Dia Internacional da Luta Contra a Homofobia, Daniela Mercury pediu: "É preciso que tenham mais compaixão. E espero que o Brasil deixe de ter o título de país que mais mata homossexuais. Me causa horror os políticos ainda terem uma visão tão discriminatória."


+++ VITOR KLEY | A TAL CANÇÃO PRA LUA | SESSION ROLLING STONE