Depois de vazar 97 músicas inéditas, fã de Guns N' Roses pode ser processado

Segundo o TMZ, Rick Dunsford está sendo ameaçado de ação judicial pela gravadora Universal Music Group

Redação Publicado em 03/01/2020, às 13h44

None
Guns N' Roses (Foto: Abaca Press/AP)

Rick Dunsford já é conhecido como um superfã do Guns N' Roses, não só pela devoção a banda, mas por ter sido banido de todos os shows em outubro de 2018 - e continuar indo as apresentações - após disponibilizar na internet músicas inédias gravadas entre 2000 e 2001. 

Agora, a TMZ divulgou que o fã está sendo ameaçado de ação judicial pela gravadora Universal Music Group (que detém os direitos da música do Guns) por ter vazado as 97 músicas inéditas da banda, pelas quais eles alegam terem pago cerca de 15 mil dólares em um acordo para que as faixas não fossem divulgadas. 

+++ LEIA MAIS: De Guns N' Roses a The Buzzcocks: 7 músicas do rock e metal com sons de pessoas fazendo sexo

Ainda segundo a publicação, o superfã teve o lote das músicas quando Tom Zutaut vendeu o conteúdo em um leilão. Dunsford pagou cerca de 60 mil reais pelo material e revendeu para um representante legal do Guns N' Roses. Logo depois das partes terem chegado em um aacordo, as gravações foram disponibilizadas ilegalmente na internet.

Um representante do GNR relatou ao TMZ: "É profundamente decepcionante, triste e lamentável que um executivo envolvido com a banda nos seus primeiros anos tenha decidido se desfazer de material inédito de propriedade (intelectual) de seu ex-empregador".

Guns N' Roses vem ao Brasil em 2020 como um dos headliners do Lollapalooza, assim como Lana Del Rey, Strokes e Travis Scott. Veja mais detalhes aqui.


+++ CORUJA BC1: 'FAÇO MÚSICA PARA SER ATEMPORAL E MATAR A MINHA PRÓPRIA MORTE'