Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Eduardo Kobra assina o pôster para 3ª edição do Rio Montreux Jazz Festival

3ª edição do Rio Montreux Jazz Festival acontece no Rio de Janeiro entre os dias 12 e 14 de outubro

Redação Publicado em 23/05/2023, às 12h35

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Pôster da 3ª edição do Rio Montreux Jazz Festival (Foto: Divulgação)
Pôster da 3ª edição do Rio Montreux Jazz Festival (Foto: Divulgação)

Com o compromisso de realizar shows com grandes nomes da música e encontros inéditos para o público brasileiro ao som de muito Jazz, MPB e música instrumental, a terceira edição do Rio Montreux Jazz Festival convidou o artista plástico Kobra para desenvolver o pôster, que acontecerá no Rio de Janeiro entre os dias 12 e 14 de outubro de 2023.

Como tradição do Festival de Montreux na Suíça, que acontece desde 1967, os pôsteres são um patrimônio evento e uma importante peça de comunicação do festival. Seguindo a tradição aqui no Brasil, o Rio Montreux Festival traz esse DNA do festival suíço desde sua primeira edição em 2019.

+++ LEIA MAIS: Blue Note SP anuncia programação especial para Dia Mundial do Jazz; veja

Pôster da 3ª edição do Rio Montreux Jazz Festival

“Sempre gostei muito do trabalho do Kobra, gosto da sutilileza, da leveza e do seu preciosismo que aborda em suas obras. Quando conversei com ele e fiz o convite, ele ficou muito feliz e disse que seria muito especial na carreira dele. Topou de cara", diz Marco Mazzola, CEO do Rio Montreux Jazz Festival, que fez o convite ao artista plástico.

Para o desenvolvimento do pôster do Rio Montreux Jazz Festival 2023, a inspiração foi a alusão aos movimentos das mãos nos instrumentos musicais. Em comunicado divulgado a imprensa, Kobra destaca como esses movimentos, tão diferentes entre os instrumentos, acabam interconectados.

+++ LEIA MAIS: Samara Joy, que desbancou Anitta no Grammy, planeja cantar Djavan em show em São Paulo

“Quando percebi isso, vi que poderia compor, literalmente, a minha peça com essa sensação – retirando os instrumentos e deixando apenas os movimentos das mãos”, conta Kobra. “Esse convite me permitiu trazer um pouco do meu trabalho, que tem conexões com a música há alguns anos. E agora, poder refletir isso em um pôster que é icônico, simbólico, na cidade do Rio de Janeiro é muito consistente. E aqui pude trazer também um toque de brasilidade”, finaliza.

Artista plástico de 48 anos, Eduardo Kobra tem 3.000 murais, em cerca de 35 países, incluindo diversas cidades e estados brasileiros e dois murais que já entraram para o Guuiness Word Record como “o maior mural do Mundo”.

+++ LEIA MAIS: A triste saga do primeiro baixista dos Beatles, Stuart Sutcliffe, morto aos 21 anos

Em todos os trabalhos, o artista urbano busca democratizar a arte e transformar as ruas, avenidas, estradas e até montanhas em galerias a céu aberto. Entre os temas mais presentes na obra de Kobra estão a paz, a tolerância, a ecologia, a sustentabilidade e o respeito à diversidade.