Edward Furlong voltará ao papel de John Connor em Exterminador do Futuro 28 anos depois

Destino Sombrio chega aos cinemas em novembro de 2019 e dá continuação à história de 1991

Redação Publicado em 18/07/2019, às 16h45

None
Edward Furlong como John Connor em 1991 (Foto: Reprodução)

James Cameron, criador da franquia O Exterminador do Futuro, anunciou que Edward Furlong retornará para o papel de John Connor em Destino Sombrio, próximo filme da saga, com estreia prevista para novembro deste ano. 

A estreia de Furlong na saga foi em O Exterminador do Futuro 2: Julgamento Final, de 1991, quando o ator tinha 14 anos de idade. Seu personagem Connor é um dos líderes da resistência humana contra as máquinas no enredo, e retornará na sexta parte da história. É filho de Sarah Connor e um dos alvos dos ciborgues assassinos.

+++ LEIA MAIS: Novo Exterminador do Futuro terá três protagonistas mulheres e assustará "misóginos enrustidos", diz diretor 

Foi cotado para aparecer também no 3º filme do Exterminador (2003), mas o contrato não foi feito pois o astro enfrentava há anos problemas com drogas e álcool - vícios que o forçaram a fazer reabilitação e, supostamente, resultaram em duas overdoses, embora o ator negue. 

Furlong iniciou sua carreira no longa de Cameron, e em 1992 estrelou também Cemitério Maldito II e American Heart. Nos anos seguintes, estrelou em algumas dezenas de produções independentes, incluindo o fanmade Star Trek: Renegades. 

Além de Edward Furlong, voltam aos papéis originais Linda Hamilton como Sarah ConnorArnold Schwarzenegger como O Exterminador. Mackenzie Davis (Blade Runner), Gabriel Luna (Agentes da SHIELD), Diego Boneta (Rock of Age) e Natalia Reyes (Isa TK+) estreiam no elenco. 

O Exterminador do Futuro 6: Futuro Sombrio tem direção de Tim Miller e produção de James Cameron e David Ellison, além de roteiro de Billy Ray baseado no argumento do diretor e produtores. O filme é uma sequência direta de Exterminador 2, estreia de John Connor.

+++ SESSION ROLLING STONE: Francisco, El Hombre abre um diálogo sobre depressão com "Parafuso Solto :: Peso Morto"