Estrelas de Skins não se sentiam protegidas em cenas de sexo; entenda

Atrizes April Pearson e Laya Lewis também revelaram que produtores de 'Skins' pressionavam o elenco a comer menos para emagrecer

Itaici Brunetti Publicado em 24/05/2021, às 14h18

None
Skins (Foto: divulgação)

Entre 2007 e 2013, a polêmica série britânica Skins se tornou um fenômeno por tratar de temas adolescentes como a descoberta da sexualidade, abusos de drogas, transtornos mentais, etc. No entanto, algumas estrelas da série, tão jovens quanto o público que as assistiam, não se sentiam protegidas e prontas para realizar as cenas de sexo. 

As atrizes April Pearson e Laya Lewis, que interpretaram Michelle Richardson e Liv Malona na primeira e na terceira temporada de Skins, respectivamente, revelaram algumas de suas desagradáveis experiências na série durante o podcast Are You Michelle from Skins?, de Pearson

+++LEIA MAIS: De Skins a Sex Education: A evolução do sexo em 6 séries adolescentes a partir dos anos 2000 [ANÁLISE]

"Eu fiz 18 anos logo que comecei a filmar, então, eu simplesmente tive muito mais cenas de sexo do que qualquer outra pessoa," disse Laya Lewis sobre as cenas que fez. De acordo com ela, devido à sua pouca idade e por ser uma atriz iniciante, deveria haver uma preparação melhor da produção com os atores e atrizes para as cenas de sexo.  

"No meu primeiro dia tive uma cena de sexo. Acho justo, pois somos atores e estamos atuando, mas acho que se você quiser tirar 'crianças' da rua, que é essencialmente o que eles [os produtores] estavam fazendo para ter autenticidade na tela, precisa haver um pouco de ajuda ou conversa sobre essas coisas. Foi um pouco demais para mim. Foi tipo: 'Pronto, primeiro dia, aqui está você.'", contou Lewis.

April Pearson acrescentou: "Acho que há uma diferença entre ser realmente velho o suficiente e mentalmente velho. O que muda em seu aniversário de 17 para 18 anos que a torna tão diferente de quando você completou 16 ou 17? Conversando com o meu marido, eu disse que me sentia muito jovem [durante a série] e sinto que não estava protegida [para as cenas de sexo]."

+++LEIA MAIS: Série de TV Skins vai virar filme

Na conversa, Laya Lewis também revelou que os produtores de Skins pressionavam os atores e atrizes a "pularem refeições" para emagrecerem. 

"Senti muita pressão para ser menor e mais magra. Houve um ponto em que nos disseram para 'pular o café da manhã' e que devíamos comer apenas uma batata assada no jantar." relembrou Laya Lewis

Em outro momento, Lewis relatou uma situação que a deixou bastante desconfortável. Para filmar o primeiro episódio da sexta temporada em Marrocos, cada atriz tinha que passar pela aprovação dos criadores da série [Bryan Elsley e Jamie Brittain]. 

"Quando tínhamos que ir para o Marrocos filmar o 1º episódio da 6ª temporada, cada uma de nós tinha que, de biquíni ou maiô, ir a uma sala com o criador da série, que era homem e muito mais velho do que nós, e ouvíamos dele se éramos bonitas ou não, ou boas o suficiente para filmar em Marrocos.", disse. 

"No momento, você é jovem e não conhece ninguém melhor. Você realmente não sabe o que dizer e o que falar abertamente. É como acontece com muitas vítimas traumatizadas, você olha para trás e pensa: ‘Sim, isso foi uma m*rda,'" concluiu April Pearson.

+++LEIA MAIS: Skins é cancelada nos Estados Unidos

De acordo com o site Digital Spy, um representante do Channel 4, canal britânico que originalmente exibia Skins, se pronunciou em comunicado oficial sobre os relatos: 

"É muito preocupante ouvir esses comentários. Agora temos um setor confidencial disponível [para queixas serem feitas] e amplamente divulgado nos bastidores das produções atuais. Levamos todas as alegações de comportamentos impróprios muito a sério e encorajamos qualquer pessoa com preocupações a se apresentar.", afirmou. 

Bryan Elsley, um dos criadores de Skins, declarou ao The Sun: "Sentimos profundamente que qualquer membro do elenco tenha se sentido desconfortável ou sido desrespeitado em seu trabalho durante seu tempo em Skins. Estamos empenhados em desenvolver continuamente condições de trabalho seguras, confiáveis ​​e agradáveis ​​para todos que trabalham na indústria de TV."

As informações são do Digital Spy


+++ MV BILL | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL