Gravada por David Bowie em 1997, versão inédita de ‘Baby Universal’ é lançada; ouça

A música integra o EP Is It Any Wonder?, de seis faixas, que será lançado neste ano

DANIEL KREPS, ROLLING STONE EUA Publicado em 31/01/2020, às 17h04

None
David Bowie na capa do EP (Foto: Reprodução)

A versão inédita de David Bowie da faixa do Tin Machine "Baby Universal" feita em 1997 é o mais recente lançamento do EP Is It Any Wonder?. Com seis faixas, nele há destaque para as raras faixas que Bowie gravou na era do disco Earthling.

Originalmente gravado pelo projeto paralelo de Bowie, Tin Machine, e lançado em 1991 como o penúltimo single de Tin Machine II, o Starman e o guitarrista e colaborador de longa data Reeves Gabrels revisaram "Baby Universal" no estúdio enquanto trabalhavam no álbum Earthling. A canção ressurgiu durante a turnê de Bowie em 1996.

+++ LEIA MAIS: Como David Bowie criou em segredo a obra-prima Blackstar, disco lançado 2 dias antes de morrer

O "Baby Universal '97" foi originalmente inserido entre “I’m Afraid of Americans” e “Law (Earthlings on Fire)” no final de Earthling. No entanto, a música acabou sendo removida antes do lançamento. Apesar das edições expandidas posteriores do álbum, a versão permaneceu inédita até o dropFriday oficial fazer parte do EP Is It Any Wonder?.

"Pensei que 'Baby Universal' era uma música muito boa e acho que não foi ouvida. Eu realmente não queria que isso acontecesse, então coloquei neste álbum ", disse Bowie sobre a música em 1997. "Eu acho que esta versão é muito boa."

+++ LEIA MAIS: Com cocaína, vinho e brigas: Como David Bowie e Freddie Mercury criaram Under Pressure

Is It Any Wonder? também apresenta a companheira de elenco de Earthling-via-Tin Machine "I Can't Read '97", bem como as regravações da era Earthlingde "Stay" e "The Man Who Sold the World". As seis semanas de demonstração do conteúdo do EP continuará com faixas recém-descobertas nos dias 7 e 14 de fevereiro.

Ouça a versão inédita:

Ouça a versão liberada em Tin Machine II:

 

+++ MELHORES DISCOS BRASILEIROS DE 2019 (PARTE 2), SEGUNDO A ROLLING STONE BRASIL