Joaquin Phoenix teve dificuldade para interpretar o Coringa e improvisou várias cenas; entenda

Segundo a compositora da trilha sonora do filme, o ator estava com dificuldades de encontrar a transição ideal entre Arthur e o Coringa

Redação Publicado em 25/11/2019, às 13h03

None
Joaquin Phoenix como Coringa (Foto: Reprodução / Warner)

A compositora da trilha sonora de Coringa, Hildur Guðnadóttir, revelou em entrevista que grande parte das cenas do filme foram improvisadas. 

Segundo ela, Joaquin Phoenix usou a música para ajudar a desenvolver seu personagem durante as filmagens.

"Joaquin me disse que estava tendo alguns problemas para encontrar essa transição de Arthur para o Joker", revelou ao Gold Derby e acrescentou que a música foi "uma parte essencial desse processo". 

"Eles gravaram grandes partes do filme com a música", conta Guðnadóttir. "Há algumas cenas que não existiam no roteiro, são apenas apenas Joaquin respondendo à música."

Uma das cenas na qual ela se refere é o momento em que Arthur Fleck dança no banheiro depois de cometer o primeiro crime no metrô. 

Recentemente, o The Hollywood Reporter divulgou que uma sequência do Coringa estaria em produção. No entanto, o diretor Todd Phillips deu uma entrevista para o Deadline e negou qualquer informação sobre o filme divulgada anteriormente