Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Acusações

Kanye West teria ameaçado 'enjaular' alunos da Donda Academy, diz processo

Trevor Phillips, entrou com processo contra Kanye West, na última terça, 2, com acusações de discriminação, retaliação e rescisão injusta

Redação Publicado em 03/04/2024, às 10h18

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Kanye West (Foto: Dimitrios Kambouris/Getty Images for Live Nation)
Kanye West (Foto: Dimitrios Kambouris/Getty Images for Live Nation)

Alvo de mais uma polêmica, Kanye West foi acusado de "enjaular" alunos da Donda Academy, segundo processo. A ação judicial foi movida por Trevor Phillips, ex-funcionário do rapper, na última terça, 2, em Los Angeles. Ele pede mais de US$ 35 mil em indenização por discriminação, retaliação, rescisão injusta, etc.

Entre as alegações também estão abuso verbal, ameaças de violência física e até mesmo comparação com Hitler. Como Rolling Stone EUA relatou, Phillips alegou como West disse aos alunos que queria raspar as cabeças deles e trancá-los em jaulas. Ele também comentou como o artista elogiava Hitler com frequência e até se comparou ao líder nazista em uma ocasião.

+++LEIA MAIS: North West, filha de Kanye West e Kim Kardashian, anuncia álbum de estreia

O processo ainda conta com outras acusações graves contra o cantor: simulação de masturbação durante uma reunião individual em um quarto de hotel, ameaça de dar um soco em Phillips durante um "acesso de raiva" e abuso verbal da equipe.

Segundo Trevor Phillips, Kanye West tratava as pessoas negras da equipe "consideravelmente pior do que os funcionários brancos," e teria dito a diversos integrantes da equipe que eles poderiam ser demitidos por serem "gordos." O cantor também teria atrasado temporariamente o pagamento dos trabalhadores após as contas bancárias na Yeezy serem congeladas.

+++LEIA MAIS: Show de Kanye West foi rejeitado por produtores brasileiros, segundo site

Até o momento, representantes de West e advogados da Donda Academy não responderam publicamente ao processo. Phillips foi contratado em novembro de 2022 para trabalhar na "equipe verticalmente integrada" de Yeezy, mas foi transferido para a Donda Academy após Adidas cortar relações com o rapper por conta do comportamento antissemita.

Trevor Phillips foi demitido durante um discurso sobre um jardim pelo qual ele era responsável e, no processo, o ex-funcionário afirma como implorou ao músico para não perder o emprego, porque tinha um problema de saúde e que a filha e irmão mais novo frequentavam Donda.

Kanye levantou a mão e apontou para a condição do pescoço de Phillips e gritou: 'Foda-se seu pescoço!' Então, apontando para a escola, Kanye arrotou: 'E f***-se sua filha. Eu não dou a mínima para nada disso.'

+++LEIA MAIS: Fãs criticam Kanye West após show sem microfone: 'Nojento'