Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone

Kate Winslet reflete sua relação com cenas de nudez e pressão estética: "Não importa o que as outras pessoas pensam"

Em recente entrevista à Vogue, atriz detalhou a jornada de anos que levou para ignorar a pressão estética nos bastidores de Hollywood

Redação Publicado em 12/09/2023, às 13h35

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Kate Winslet (Foto: Samir Hussein / WireImage)
Kate Winslet (Foto: Samir Hussein / WireImage)

Já se passaram 25 anos desde que Kate Winslet apareceu nas telas como Rose DeWitt Bukater em Titanic (1997), e as críticas em relação à sua aparência não são algo incomum na sua carreira. Mas em sua recente estreia no longa-metragem Lee(2023), exibido no Festival de Cinema de Toronto, a atriz não permite que os comentários afetem suas decisões profissionais.

Em uma nova reportagem de capa da Vogue, Winslet detalha a jornada de anos que levou para ignorar a pressão estética nos bastidores de Hollywood e, assim, poder gravar cenas de nudez sem se sentir envergonhada com o próprio corpo.

+++ LEIA MAIS: Kate Winslet acredita que Jack teria sobrevivido no fim de Titanic; entenda

Disseram-me constantemente que eu tinha a forma errada. Disseram-me consistentemente que eu teria que me contentar com menos. Eu sei que não devo desperdiçar energia preciosa criticando meu eu físico. Acho que é melhor para qualquer mulhe apenas dizer: eu acredito em mim mesma. Não importa o que as outras pessoas pensam; esta é quem eu sou - vamos em frente.

Winslet disse que ignora a atenção da mídia em torno de suas cenas de nudez depois de “ter sido submetida ao mais terrível escrutínio e julgamento e, na verdade, eu chegaria ao ponto de dizer bullying, da grande mídia quando eu tinha 20 anos”, se referindo aos comentários a respeito de seu corpo após Titanic.

+++ LEIA MAIS: "Robert Downey Jr. tem o pior sotaque britânico que já ouvi", diz Kate Winslet

Na cinebiografia sobre o fotógrafo e jornalista da Segunda Guerra Mundial, Lee Miller, exigiu que ela recriasse uma famosa fotografia de Miller em topless fazendo um piquenique com amigos. No primeiro dia de filmagem, Winslet escorregou enquanto corria e machucou as costas.

“Tive três hematomas enormes na coluna, enormes. Eu mal conseguia ficar de pé,” explicou a atriz. Apesar da dor, ela decidiu seguir em frente com as filmagens, incluindo a cena de topless.

+++ LEIA MAIS: Titanic: Elenco foi envenenado ao tomar sopa e passou noite com alucinações [FLASHBACK]

“Você sabe que eu tive que ser muito corajoso para deixar meu corpo ser sua versão mais suave de si mesmo e não me esconder disso”, disse Winslet sobre as cenas de nudez do filme. “E acredite, as pessoas da nossa equipe diriam: 'Você pode querer sentar-se um pouco.' E eu dizia: 'Por quê? [Por causa] do pedaço de carne que você pode ver? Não, é assim que vai ser!'”

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!