Louis C.K. faz piada sobre assédio sexual 3 anos após ser acusado de abuso

Em 2017, cinco mulheres acusaram o comediante, que se declarou culpado

Redação Publicado em 06/04/2020, às 16h27

None
Louis C.K. (Foto: Corredor for PG / MediaPunch/MediaPunch/IPx)

O último sábado, 4, marcou a volta de Louis C.K. ao mundo da comédia após três anos em silêncio. Com um novo show de stand up, ele retornou depois de, em 2017, ter sido acusado de abuso sexual por cinco mulheres e se declarar culpado.

Com esse especial cheio de conteúdo inédito, o comediante não perdeu tempo e fez piadas sobre as denúncias e sobre os crimes sexuais que cometeu, que envolvem se masturbar na frente de mulheres sem o consentimento delas.

+++LEIA MAIS: Harvey Weinstein é condenado a 23 anos de prisão por estupro e abuso sexual

"Eu gosto de me masturbar, não gosto de ficar sozinho, é tudo que posso dizer a vocês. Me sinto solitário, e é muito triste. Gosto de companhia. Gosto de compartilhar", começa.

E continua: "Eu sou bom nisso também [masturbação]. Se você é bom em malabarismo, não faria sozinho no escuro. Você juntaria pessoas para impressioná-las"

+++LEIA MAIS: Advogada de Harvey Weinstein conta que nunca sofreu abuso sexual pois 'nunca me colocaria nessa situação'

Apesar da piada soar um tanto quanto inconveniente, ele fez questão de apontar a importância do consentimento em qualquer relação, e o quão essencial é perguntar se a outra pessoa está de acordo com tudo.

"Se disserem que sim, você ainda não está liberado para avançar. É preciso verificar com frequência [que está tudo ok]. Acho que é isso que eu diria. Nem sempre está claro como as pessoas se sentem. Homens são ensinados a garantirem que a mulher está bem. Mas a questão é que as mulheres sabem parecer bem mesmo quando não estão." 


+++ DISCOGRAFIA DO THE STROKES: OS ALTOS E BAIXOS DOS ARRUACEIROS DE NOVA YORK