Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Corajoso

Machine Gun Kelly descreve a 'm***a mais dolorosa que já experimentou'

O rapper e cantor norte-americano relembrou as sessões de tatuagem blackout as quais se submeteu

Machine Gun Kelly (Foto: Divulgação)
Machine Gun Kelly (Foto: Divulgação)

O rapper e cantor norte-americano Machine Gun Kelly descreveu as sessões de tatuagem blackout como "a m***a mais dolorosa que ele já experimentou”. Essa técnica consiste em tatuar um área do corpo completamente com tinta preta. 

Kelly, que cobriu os braços e a parte superior do tronco, revelou que fez a tatuagem por "motivos espirituais." A tatuadora que responsável pela arte declarou que foi "a mais difícil" da carreira. O artista documentou todo o processo e compartilhou em um vídeo nas redes sociais. “Hoje é o dia em que começo a mudança física do meu corpo”, diz ele no início do clipe. “Vamos ver o que isso acontece.”

+++LEIA MAIS: Como Sophie Lloyd, guitarrista de Machine Gun Kelly, reage aos haters

A filmagem continua capturando várias etapas do processo, com o rapper explicando posteriormente: “Fizemos cerca de sete sessões. Já se passaram cerca de duas semanas desde que começamos. Sim, esta é a m***a mais dolorosa que já experimentei na minha vida.”

MGK, então, mostra algumas cicatrizes no braço, o cotovelo inchado e o umbigo escurecido. No final do vídeo, vemos ele “usando a câmara hiperbólica de oxigênio para curar mais rápido”. O músico legendou a postagem da seguinte maneira: “Ouvi dizer que eles pensaram que eu fui dormir por causa disso.

+++LEIA MAIS: Machine Gun Kelly oferece US$ 500 mil para Travis Kelce; entenda o motivo