Marido de E.L. James é convocado para escrever o roteiro de Cinquenta Tons Mais Escuros

Niall Leonard tem no currículo trabalhos para programas de televisão do Reino Unido

Redação Publicado em 23/04/2015, às 10h16 - Atualizado às 13h02

Da esquerda para direita, a diretora Sam Taylor-Johnson, os atores Jamie Dornan e Dakota Johnson e a escritora E.L. James
Joel Ryan/AP

Sam Taylor-Johnson deixou o projeto de Cinquenta Tons de Cinza depois de dirigir o primeiro filme do fenômeno literário e entrar em conflito com a autora dos livros, E.L. James. Kelly Marcel, roteirista do longa, também não continuará. E agora, segundo o site The Hollywood Reporter, o marido de James estará na equipe.

Diretora de Cinquenta Tons de Cinza confirma que não trabalhará na sequência da trama.

Niall Leonard, que tem dois filhos com a escritora, tem no currículo trabalhos para programas de televisão do Reino Unido. Ele deve participar da composição do roteiro de Cinquenta Tons Mais Escuros, esperado para 2017.

Rita Ora participará das duas sequências de Cinquenta Tons de Cinza.

“Niall é um escritor formidável, com múltiplos trabalhos creditados e temos sorte de tê-lo como parte do nosso time”, disse o produtor Michael De Luca ao The Hollywood Reporter.

Cinquenta Tons de Cinza ultrapassa R$ 1,5 bilhão de arrecadação no mundo inteiro.

Já se especulava desde o lançamento do primeiro filme, um sucesso mundial de bilheteria com arrecadação de US$ 568,8 milhões – mais de R$ 1,7 bilhão -, que E.L. James gostaria de ter mais controle sobre a adaptação da obra dela. Este teria sido, aliás, o motivo de discórdia entre ela e a diretora Sam Taylor-Johnson.

Sexo chocho e ator sem carisma destroem apelo do filme: leia a crítica .

Até aqui, não há outras informações a respeito da continuação de Cinquenta Tons. Os atores principais, Dakota Johnson e Jamie Dornan, ainda negociam um cachê maior para seguirem no elenco.