Morre Rod Temperton, compositor de “Thriller”

O letrista, que também assinou canções interpretadas por Aretha Franklin e Karen Carpenter, tinha 66 anos

Rolling Stone EUA Publicado em 05/10/2016, às 15h04 - Atualizado às 21h01

O letrista responsável por "Thriller", Rod Temperton
Yui Mok/AP

Rod Temperton, o compositor por trás de hits de Michael Jackson como “Thriller”, “Rock With You” e “Off the Wall”, morreu na última semana, em Londres, após uma curta batalha contra um câncer agressivo. Ele tinha 66 anos.

“O funeral foi particular”, escreveu o Diretor Executivo da Warner/Chappell, Jon Platt, em comunicado veiculado pela BBC News. “Ele normalmente era reconhecido como ‘O Homem Invisível’. Além de ‘Thriller’, ‘Rock With You’ e ‘Off the Wall’, ele foi responsável pelas letras de “Give Me The Night” [George Benson], “Sweet Freedom” [Michael McDonald’] e “Boogie Night” [Heatwave]. A família ainda está muito abalada e pede privacidade neste triste momento.”

Antes de unir forças ao Rei do Pop, Temperton atuou como tecladista e principal compositor da banda de disco-funk Heatwave. Depois de dois discos lançados com o grupo – Too Hot to Handle (1976) e Central Heating (1978) – o britânico decidiu se dedicar integralmente à função de letrista.

LEIA TAMBÉM

Celebridades prestam homenagem a Michael Jackson no 57º aniversário do Rei do Pop

Michael Jackson fala sobre perfeccionismo em entrevista animada pela PBS

Sete coisas que a cultura pop aprendeu com Michael Jackson

Em 1979, o empresário e produtor Quincy Jones descobriu Temperton enquanto trabalhava em Off the Wall (1979), primeiro álbum solo de Jackson em quatro anos. Temperton contribuiu em três canções para o disco: “Off the Wall”, “Rock With You” e “Burn This Disco Out”. Três anos depois da primeira parceria, os dois se reencontraram no aclamado e comercialmente bem-sucedido Thriller. Para o sucessor de Off the Wall, o britânico ficou responsável por nomear o álbum, bem como escrever a letra da faixa-título.

“Ele [Quincy Jones] disse para mim: ‘Bem, você deu o nome do último álbum, então vamos ver o que você consegue para esse novo disco’", declarou em entrevista à BBC Radio 2. "Em seguida, voltei para o hotel e escrevi umas duas ou três mil ideias de título, e acabei chegando em ‘Midnight’, mas Jones disse que eu deveria tentar algo mais misterioso. Na manhã seguinte, acordei com o título pronto na cabeça. Alguma coisa me dizia: ‘Esse é o título’. Eu podia visualizá-lo no topo das paradas musicais. Então eu sentei e escrevi ‘Thriller’”.

Além da letra da canção, o compositor também é creditado como um dos responsáveis por dar a “Thriller” o clima de filme de terror. “Quando eu escrevi a canção, pensava em incluir em algum momento um áudio falado, mas eu não sabia exatamente de que forma eu poderia fazer isso”, disse Temperton. “Mas eu sabia que precisaríamos de uma voz conhecida no gênero do terror para gravar essa parte específica. A esposa de Jones conhecia Vincent Price, e então Quincy me perguntou: ‘O que acha de chamarmos ele?’ Eu falei que seria ótimo se nós conseguíssemos chamá-lo.”

O letrista também já colaborou com gente como Karen Carpenter, Aretha Franklin, Herbie Hancock, Donna Summer e Manhattan Transfer. Em 1985, Temperton, Jones e Lionel Richie foram indicados ao Oscar na categoria Melhor Canção Original pela faixa “Miss Celie’s Blues (Sister)”, que toca no filme A Cor Púrpura, de Steven Spielberg. No entanto, a estatueta ficou com “Say You, Say Me”, tema de Richie para O Sol da Meia Noite.

Na foto abaixo, da esquerda para a direita, Temperton, Quincy e Jackson em 1982.

Mike, Quincy and Rod Temperton holding cassettes of Bruce's final mix of Thriller, Nov 30 1982 #michaeljackson #westlake #1982 #rodtemperton

Uma foto publicada por Michael Jackson / The Jacksons (@jackson.rare) em