Rolling Stone
Busca
Facebook Rolling StoneTwitter Rolling StoneInstagram Rolling StoneSpotify Rolling StoneYoutube Rolling StoneTiktok Rolling Stone
Notícias / Política

Nick Cave opina sobre 'cultura woke': 'Falta de misericórdia e perdão'

Durante entrevista, Nick Cave esclareceu fala sobre cultura woke, quando afirmou como sente 'repulsa' pela 'falta de humildade'

Nick Cave (Foto: Eugene Odinokov/AP)
Nick Cave (Foto: Eugene Odinokov/AP)

Termo criado e popularizado nos Estados Unidos, e que tem forte presença na internet, "cultura woke" significa "acordar, despertar" e "estar alerta para a injustiça racial e social," comumente atrelado às pessoas de esquerda. Responsável por músicas como "O Children," "Into My Arms" e "Red Right Hand," Nick Cave opinou sobre o assunto.

Em entrevista ao The Guardian (via NME), ele falou sobre a reação do público e fãs dele ao se descrever como "temperamentalmente conversador" em Faith, Hope, and Carnage (2022), livro de memórias. Apesar disso, Cave negou que seja conservador e revelou como nunca votou em políticos desse espectro político.

+++LEIA MAIS: Nick Cave tem um conselho a quem quer fazer uma tatuagem

"Conservadorismo é uma palavra difícil de falar na Grã-Bretanha, porque as pessoas pensam imediatamente nos conservadores. Mas acho que o conservadorismo pequeno é alguém que tem uma compreensão fundamental da perda, uma compreensão de que derrubar algo é fácil, mas reconstruí-lo é extremamente difícil," afirmou.

Em seguida, o cantor foi questionado sobre uma fala dele de 2019, na qual explicou como sentia "repulsa" pela cultura woke e "falta de humildade." Ao The Guardian, Nick Cave esclareceu: "O conceito de que existem problemas no mundo que precisamos de resolver, como a justiça social; estou totalmente de acordo com isso."

[Mas não] concordo com os métodos utilizados para atingir este objetivo – fechar pessoas, cancelar pessoas. Há uma falta de misericórdia, uma falta de perdão.

+++LEIA MAIS: Nick Cave revela que 'Night Raid' composta após a morte de seu filho, é uma 'grande canção de amor'

"Isso vai contra o que eu acredito fundamentalmente em um nível espiritual, tanto quanto qualquer coisa. Então é complicado," continuou Cave. "O problema com a apropriação correta dessa palavra é que ela impossibilitou a discussão sem a necessidade de se juntar a um monte de malucos que têm seus problemas com isso."