Nile Rodgers defende tributo de Lady Gaga a David Bowie no Grammy 2016

“Fizemos o que achávamos e ainda achamos que era a coisa certa no nosso pouco tempo”, escreveu o guitarrista e diretor da performance no Twitter

Redação Publicado em 17/02/2016, às 12h43 - Atualizado às 12h58

O guitarrista Nile Rodgers e a cantora Lady Gaga durante homenagem a David Bowie, realizada na cerimônia de premiação do Grammy 2016

Ver Galeria
(3 imagens)

O guitarrista Nile Rodgers defendeu o tributo de Lady Gaga a David Bowie na cerimônia do Grammy 2016, que aconteceu na última segunda, 15. “Fizemos o que achávamos e ainda achamos que era a coisa certa no nosso pouco tempo”, escreveu ele no Twitter.

Grammy: você não vai acreditar, mas essas 12 pessoas têm um gramofone em casa.

Rodgers, que foi colaborador prolífico de David Bowie e diretor musical da performance de Gaga, foi à rede social no começo desta semana para responder comentários e críticas à apresentação feitas por seguidores dele. Com Rodgers na guitarra, o tributo no Grammy incluiu um medley com dez músicas lançadas por Bowie nas décadas de 1960, 1980 e, principalmente, 1970.

Uma das seguidoras dele notou a predileção pelo período e comentou que foi uma “tapa na cara excluir quatro décadas de legado musical como se ele nunca tivesse existido”. “Havia muitos artistas para tocar”, defendeu-se Rodgers. Em outro tuíte, entretanto, ele disse que “não seria justo com os outros artistas” ter mais tempo para a performance de Bowie.

Grammy 2016: Taylor Swift ganhou Álbum do Ano e cutucou Kanye West em discurso motivacional.

Outro seguidor criticou: “Acredito que todos nós esperávamos uma separação mais clara de, vamos dizer, a década de 1970 para a de 1980, mas isso nunca aconteceu”. Nile Rodgers respondeu: “Você realmente acredita que ‘todos’ estavam esperando ou talvez [apenas] ‘você’ estava esperando.”

Perguntado se Bowie ficaria orgulhoso com a atuação de Gaga depois do Grammy, o guitarrista foi enfático e disse, em letras maiúsculas: “Absolutamente”. Ele também comentou a aparente crítica feita pelo filho de Bowie, Duncan Jones, no Twitter: “Ele tem direito de ter os sentimentos e opiniões dele.”

Grammy 2016: veja a lista de vencedores nas principais categorias.

A performance de Rodgers com Gaga foi uma das mais longas e aguardadas do Grammy 2016. Na ocasião, a cantora fez o tributo quase em ordem cronológica, iniciando com “Space Oddity” tocada com um video mapping no rosto, simulando a maquiagem clássica do alienígena criado pelo artista.

Ela emendou “Changes”, com uma mudança de roupa performática, “Ziggy Stardust”, introduzida no piano, e “Sufragette City”. Uma das favoritas de Gaga, “Rebel Rebel” deu sequência a “Fashion”, “Fame” e uma breve passagem de “Under Pressure”. Cocompositor da faixa, Rodgers tocou “Let's Dance” e finalizou o tributo com Gaga apresentando “Heroes”.