No calor das eleições de 2018, Bernardo Bauer cantou o medo e a coragem; assista ao clipe de "Coragem"

Com participação de Sara Não Tem Nome, canção é o segundo single do novo disco solo do artista que integra o grupo Moons

Pedro Antunes Publicado em 25/04/2019, às 08h07

None
Bernardo Bauer (Foto: Julia Baumfeld)

Bernardo Bauer enfilera seus medos, também nossos, e grita por coragem. "Medo, medo, medo. Medo de tudo", ele canta, suave, antes do refrão no qual sua voz se entrelaça à de Sara Não Tem Nome, num último suspiro por esperança. "Coragem".

+++ SOLTA O RIFF! Rolling Stone Brasil vai premiar o melhor riff do Instagram com prêmios exclusivos; participe!

"Eu tenho medo dos comentários da internet serem pessoas reais", diz certo trecho de "Coragem", novo single do artista, também integrante dos projetos Pequeno Céu (grupo instrumental) e Moons (banda que todo indie que se preze deveria ouvir, chorar junto e abraçar o disco físico ao dormir).

O novo som de Bauer vem acompanhado de um clipe lançado com exclusividade pela Rolling Stone Brasil e pode ser assistido abaixo:

Assista ao vídeo de "Coragem", de Bernardo Bauer:


O medo dos comentários da internet serem de pessoas reais nasceu a partir do período das eleições de 2018, diante da fervura das discussões virtuais em um País dividido entre o "nós" e o "eles", de discursos de ódio escorridos por dedos e publicados online, de acusações, de violência cibernética que deságua em agressões reais.

Dentro deste contexto surgiu a canção mais urbana da nova safra de Bauer, a ser transformada em disco com Pássaro-Cão, segundo disco solo do artista belo-horizontino, no dia 23 de maio, pelo selo Under Discos, criado em 2018, com lançamentos de artistas como Luan Nobat (Estação Cidade Baixa), Felipe de Oliveira (Coração Disparado) e Leo Moraes (Dia Verde Escuro).

“Medo de gente, medo do espelho, dos juros e taxas, dos comentários da internet. Queria trazer esse lado urbano para dentro do repertório do disco pra por o pé no chão", ele explica.

Ao localizar o álbum no ambiente de concreto, Bauer também busca localizar o espaço no qual o disco foi feito, embora suas outras canções sobrevoem ambientes mais verdes, do campo, como ouvido em "Calçada", o primeiro single de Pássaro-Cão.

"Com as músicas que falam do mato [como 'Calçada'], eu tenho uma intimidade forçada, uma saudade de um tempo que eu não vivi, mas me entrego pra esse mundo velho e fantasioso que eu gostaria de visitar. Já 'Coragem' é uma música que vem pra situar, é como se fosse a cama onde todos esses sonhos e pesadelos acontecem", conta.

A estética adotada para o vídeo, com direção e roteiro de Leonardo Branco, em trabalho realizado com a equipe produtora dele Limão Capeta Filmes, brinca com o game indie Limbo, no qual um jovem garotinho percorre um ambiente 2D para resolver quebra-cabeças, em um mundo de visual em preto e branco e clima saído de filmes noir ou do expressionismo alemão.

Também mineira, Sara Não Tem Nome empresta sua voz à canção, mas também participa do clipe e assina a direção de arte do vídeo.

Entre tantos medos, dos juros do cheque especial à violência, Bernardo Bauer faz de "Coragem" um grito sem gritar (ele deixa isso para os comentários dos outros na internet) por uma vida mais tranquila. Persegue coragem, mesmo quando ela foge para um lugar escondido e confortável. Viver é lutar para ter coragem todos os dias, afinal.

Pássaro-Cão será lançado dois anos depois da estreia solo de Bauer, com o disco pelomenosum. O segundo álbum do artista foi produzido e mixado por Leonardo Marques, também responsável pela mixagem do primeiro disco de Bauer.

No novo trabalho, além de Sara Não Tem Nome, participam Paulo Santos (Uakiti), Luan Nobat, Mariana Cavanellas, Lucca Noacco e Marina Sena, todas figuras importantes da atual cena mineira de música.

+++ Mano Brown, Parangolé e Arctic Monkeys: Rincon Sapiência escolhe os melhores de todos os tempos em 1 minuto