O que David Bowie achava da versão de 'The Man Who Sold The World', do Nirvana?

Em entrevista antiga, David Bowie comentou interpretação de Kurt Cobain no 'MTV Unplugged in New York' para sua canção

Itaici Brunetti Publicado em 02/08/2021, às 15h59

None
Kurt Cobain em cena do MTV Unplugged (Foto: Divulgação/MTV)/ David Bowie (Foto: Joe Schaber/AP)

Um dos momentos mais tocantes do disco MTV Unplugged in New York, do Nirvana, é quando Kurt Cobain quase queima a alma ao deixar sair pela boca a interpretação magistral de "The Man Who Sold The World", de David Bowie. Mas, qual era a opinião do Camaleão do Rock perante a versão do ícone grunge?

Segundo um vídeo antigo resgatado recentemente pelo canal do Youtube Podcast Cortes, David Bowie disse em entrevista que a interpretação de Kurt Cobain, por conter tons tristes e depressivos, destoava da ideia original da canção, pois quando o astro inglês a gravou em 1970, aos 19 anos, ele estava em um estado alegre de espírito, um estado "zen". 

+++LEIA MAIS: As 6 melhores músicas de Kurt Cobain [LISTA]

"É uma interpretação muito triste, é claro, porque está tão ligada a sua própria vida e morte", afirmou David Bowie. "Então, ele [Kurt Cobain] assume todos esses tons diferentes para mim, porque me lembro claramente do meu estado de espírito quando estava escrevendo a canção, na qual era, acho, próximo de um estado místico que alguém com 19 anos pode estar."

O cantor prossegue relembrando a canção que deu nome ao álbum, o terceiro de sua carreira: "Me lembro que foi em um momento em que eu estava estudando budismo. Os meus 15 minutos de budismo. Então, é interessante que tenha mudado."

+++LEIA MAIS: 10 curiosidades sobre Kurt Cobain que você - provavelmente - não sabia [LISTA]

David Bowie ainda reflete sobre os caminhos distintos de uma canção quando interpretada por duas pessoas de visões e estados de espíritos diferentes. "Realmente 'The Man Who Sold The World' tinha dois estados místicos: a época em que a escrevi e gravei, e a época em que ele [Cobain] a gravou e que o levou para o seu final depois disso."

"Então, eu acho que ainda se afasta do sentido místico.", finalizou Bowiesobre a interpretação de Kurt Cobainpara sua canção. 

+++LEIA MAIS: Nirvana quase se chamou Skid Row antes de escolher nome oficial; entenda

MTV Unplugged in New York foi lançado em 1 de novembro de 1994, meses após a morte de Kurt Cobain, que tirou a própria vida em 5 de abril do mesmo ano.David Bowiefaleceu em 10 de janeiro de 2016, vítima de câncer de figado. 

Confira abaixo a entrevista de David Bowie sobre a gravação do Nirvanapara "The Man Who Sold The World". 


+++ FIUK: 'TENHO ROCK NA VEIA DESDE CRIANÇA' | ENTREVISTA | RS