Paulo Guedes diz que Estado ‘quebrou’ e não consegue atender demanda na saúde

Ministro da Economia declarou na terça, 27, que será “impossível” para setor público atender demanda crescente

Redação Publicado em 28/04/2021, às 16h32

None
Ministro da Economia Paulo Guedes (Foto: Reprodução/Globo News)

Durante reunião do Conselho de Saúde Complementar na terça, 27, Paulo Guedes afirmou que o Estado “quebrou”. Segundo o ministro da Economia, o setor público não tem capacidade para atender a demanda de atendimento na área da saúde - e a culpada não foi a pandemia de Covid-19. As informações são do G1.

"O Estado quebrou. Todo mundo vai procurar serviço público, e não há capacidade instalada no setor público para isso. Vai ser impossível", explicou Guedes. O ministro ainda afirmou que a pandemia não limitou a capacidade de atendimento, mas sim "o avanço na medicina" e "o direito à vida."

+++LEIA MAIS: Por que o Brasil está tão atrasado na vacinação?

Ao se referir à crescente demanda por atendimento no setor da saúde, Guedes declarou: "Todo mundo quer viver 100 anos, 120, 130 [anos]. Não há capacidade de investimento para que o estado consiga acompanhar." 

O Conselho de Saúde Complementar também contou com uma fala de Guedes na qual o ministro atribui a criação da Covid-19 à China: “O chinês inventou o vírus, e a vacina dele é menos efetiva do que a americana,” disse sem saber que o encontro estava sendo transmitido ao vivo.

+++LEIA MAIS: Ministro da Casa Civil se vacinou ‘escondido’ para ‘não criar caso’

Horas depois, conforme noticiado pelo Estadão, o ministro da Economia afirmou que usou "imagem infeliz" ao falar. “Somos muito gratos à China por ter nos enviado a vacina. Tomei a Coronavac”, comentou.


+++ FBC E VHOOR | MELHORES DE TODOS OS TEMPOS EM 1 MINUTO | ROLLING STONE BRASIL