Peter Criss ou Ringo Starr, quem é o baterista mais subestimado?

Mike Portnoy (ex-Dream Theater), Charlie Benante (Anthrax), Roy Mayorga (Stone Sour) e outros músicos respondem a pergunta

Itaici Brunetti | @itaicibrunetti Publicado em 02/03/2021, às 12h18

None
Peter Criss (Foto: Mike Pont/Getty Images for AWXI)/ Ringo Starr (Foto: Evan Agostini / Invision / AP)

Muitos fãs de Beatles dizem que o baterista Ringo Starr nunca foi devidamente valorizado. Outro músico que entra nessa categoria é Peter Criss, membro original do Kiss, também conhecido como "The Catman", devido a sua pintura facial na banda. Mas, qual dos dois bateristas é o mais subestimado da história do rock? 

Para responder a questão, o programa Metal Edge, da FN Another Podcast, reuniu renomados bateristas como Mike Portnoy (ex-Dream Theater e Sons of Apollo), Charlie Benante (Anthrax), Roy Mayorga (Stone Sour) e o apresentador Eddie Trunk (That Metal Show) em uma discussão sobre Peter Criss e Ringo Starr. 

+++LEIA MAIS: Ringo Starr processa empresa por usar nome dele em acessório sexual

"Peter Criss é o mais subestimado", afirmou Mike Portnoy. "O Ringo, por mais que as pessoas não deem valor a ele por não ser um grande baterista técnico - o que eu não acredito, aliás, não concordo totalmente com isso -, pelo menos ele é reconhecido como 'O Ringo', um dos bateristas mais influentes de todos os tempos, enquanto Peter não recebe o mesmo crédito", completou. 

Charlie Benante, do Anthrax, concordou com Portnoy. "Se você ouvir o solo de bateria de "100,000 Years" em Alive, é incrível. Acho que o problema do Peter é que depois de Alive e Rock and Roll Over, eu senti que ele não se esforçou mais e simplesmente tocava o que era bom para a música e era isso. Mas, ele definitivamente tinha os melhores tons de caixa em certas músicas". 

+++ SIGA NOSSO SPOTIFY - conheça as melhores seleções musicais e novidades mais quentes

Portnoycontinuou: "Nos primeiros álbuns, eles [Kiss] estavam famintos. Depois que Destroyer, Rock and Roll Over e Love Gun foram lançados, eles se tornaram uma das maiores bandas do mundo, e isso provavelmente os deixou menos inspirados e menos famintos. Mas, uma coisa que não podemos esquecer é dos vocais de Criss, principalmente no primeiro álbum, em que ele está cantando muito". 

Peter Criss deixou o Kiss pela primeira vez em 1980. Ele retornou à banda na década de 1990 para uma turnê de reunião e, posteriormente, em 2004, mas foi substituído por Eric Singer.

+++LEIA MAIS: O dia em que os Beatles convidaram uma fã carioca para gravar 'Across the Universe' [FLASHBACK]

Ringo Starrdivulgou em 2020 a música Here's To The Nights, com participação de Paul McCartney, Dave Grohle Lenny Kravitz, e prepara o lançamento do EP Zoom In para 19 de março de 2021. 

As informações são do site Blabbermouth. Assista ao vídeo da FN Another Podcast com os bateristas convidados abaixo: 


+++ FBC E VHOOR REFLETEM SOBRE HIP-HOP: 'MÚSICA É PARA SER SENTIDA' | ENTREVISTA | ROLLING STONE BRASIL