Em primeira entrevista pós-rehab, Demi Lovato diz que não quer ser lembrada por overdose

A cantora afirmou que "superou muita coisa" desde a internação

Redação Publicado em 05/11/2019, às 18h29

None
Demi Lovato é o nome mais procurando na internet em 2018 (Foto: AP)

Demi Lovato falou publicamente pela primeira vez sobre a overdose que ela teve no ano passado. A conversa aconteceu durante uma aparição da cantora no Teen Vogue Summit em Los Angeles neste último sábado, 2 de novembro.

"Nunca estive em tanta sintonia comigo mesmo como estou hoje em dia", disse. E, revelou que estava "um pouco nervosa" por aparecer em público novamente, segundo publicado pela Billboard.

+++LEIA MAIS: Leonardo DiCaprio, Cara Delevingne e Demi Lovato alertam sobre queimadas na Amazônia

A artista refletiu sobre a situação e afirmou que "superou muita coisa" desde então. Em julho de 2018, a cantora teve uma overdose em Los Angeles, foi hospitalizada e logo após transferida para uma reabilitação.

Ao ser questionada sobre o que ela vê quando se olha no espelho, Demi afirmou: "Eu vejo alguém que superou muito. Eu realmente vejo uma lutadora. Não vejo uma vencedora de um campeonato, mas vejo uma lutadora e alguém que continuará lutando, não importa [quais] desafios sejam lançados no caminho."

+++LEIA MAIS: Demi Lovato é batizada em Israel: "Preenchi um buraco no meu coração"

A cantora espera que as pessoas se concentrem na música dela e não quer ser lembrada pela overdose: "Acho que muitas das coisas pelas quais passei superaram meus sucessos na indústria da música. Só quero que as pessoas se lembrem que é isso [música] que eu quero dar ao mundo, então, por favor, foque nisso [música] e não nas outras coisas."

Ao falar sobre amor próprio, Demi comentou que "é uma pessoa extremamente sensível" e está buscando uma nova abordagem para enfrentar os críticos.

+++LEIA MAIS: Demi Lovato promete contar "o que realmente aconteceu" sobre a overdose em novo disco

"Eu sou um ser humano, então pegue leve comigo. E eu estou tão cansada de fingir que não sou um ser humano. Essa é uma coisa que eu não farei mais. Quando você diz alguma coisa, isso me afeta. Eu sou ser humano. Tento não olhar, mas vejo [o que falam sobre ela]", explicou.